Eduardo Bandeira de Mello, presidente do Flamengo (Foto: Igor Siqueira)

Eduardo Bandeira de Mello mostrou tranquilidade quanto ao andamento da Primeira Liga  (Foto: Igor Siqueira)

RADAR/LANCE!
25/01/2016
20:20
Rio de Janeiro (RJ)

Eduardo Bandeira de Mello, um dos principais líderes da Primeira Liga, mostrou tranquilidade sobre a postura da CBF, que nesta segunda-feira afirmou que os jogos da Copa Sul-Minas-Rio deve ser disputada em caráter de amistoso e com jogos válidos apenas até o dia 30 de janeiro.

O presidente do Flamengo acredita que a entidade apenas adiou o veredito final sobre a competição e vê com otimismo o desenrolar do assunto no que diz respeito as rodadas seguintes.

- Entendo que a nota da CBF simplesmente adia a questão para depois do dia 30 de janeiro. Os amistosos que fazem parte do torneio da Primeira Liga estão autorizados até 30 de janeiro, a partir daí, as negociações continuam, mas tenho confiança de que não haverá problema nenhum, pois não estamos prejudicando ninguém. Eu entendo que vamos ter autorização para jogar a segunda, terceira rodada, semifinais e as finais, dado que não existe conflito com data do Estadual - declarou.


Bandeira de Mello acredita também que nenhum dos envolvidos na Primeira Liga sofrerão algum tipo de punição.

- Quatro federações estão agindo de maneira colaborativa, não vejo porque seria diferente no Rio. Não acredito exatamente (possível punição) porque não estamos fazendo nada de errado, não vejo razão objetiva para se proibir amistosos que não têm conflito com qualquer Estadual. Então, já que não existe razão plausível, acredito que esta punição não vá prosperar - disse.