Bahia x Santa Cruz

Comemoração do Santa Cruz na Arena Fonte Nova: vaga na final (Foto: Romildo de Jesus/Lancepress!)

LANCE!
17/04/2016
18:02
Salvador (BA)

De maneira dramática, o Santa Cruz conquistou neste domingo a inédita vaga na final da Copa do Nordeste. Por 1 a 0 - gol de Grafite -, o Mais Querido venceu o Bahia em Salvador, resistindo à pressão da Arena Fonte Nova. Na partida de ida, no Arruda, os rivais haviam empatado por 2 a 2, na última quarta-feira.

A partida acabou de maneira dramática na Fonte Nova. Pelo lado do Santa, João Paulo e o técnico Milton Mendes foram expulsos. Robson e Moisés, do Bahia, também receberam o cartão vermelho.

A decisão será contra o Campinense. Neste domingo, a Raposa de Campina Grande  garantiu a vaga nos pênaltis contra o Sport, após vitórias por 1 a 0 para cada mandante.

A decisão será disputada em jogos nos dias 27 de abril e 1 de maio. Dono da melhor campanha geral da Copa do Nordeste, o Campinense decidirá em casa, no Estádio Amigão, na Paraíba.

PARTIDA TENSA NA ARENA FONTE NOVA


O Bahia começou a partida ocupando o campo de ataque e abusando das bolas levantadas na área. No entanto, Hernane foi bem marcado e não teve condições de finalizar. Para piorar, o Esquadrão viu Grafite acabar com a vantagem do 0 a 0 logo no início, em falha do zagueiro Robson.

Aos 13, o centroavante pressionou a saída de bola e forçou o erro do defensor. Após desarmar Robson, Grafite invadiu a área e dividiu com Marcelo Lomba. Na raça, o camisa 23 levou a melhor e só teve o trabalho de tocar para o gol vazio.

O jogo seguiu no mesmo ritmo. O Bahia, com mais posse de bola, seguiu esbarrando na defesa do Santa Cruz. Até o intervalo, foram quatro chances claras para empatar, mas Tiago Cardoso fez grande defesa em cabeçada de Thiago Ribeiro e Edigar Junio, duas vezes, não acertou a meta adversária.

Precisando de um gol para ir à final, o Bahia voltou com tudo para a etapa final. E oportunidades não faltaram. Hernane teve a chance mais clara, em cruzamento que veio da direita. O centroavante mergulhou, mas a cabeçada saiu rente à trave de Gledson. Edigar Junio também desperdiçou duas chances, e acabou sendo substituído por Luisinho.

Na parte final do jogo, o clma esquentou na Fonte Nova. Grafite deu lugar a Wellington. Os jogadores do Bahia entenderam que Grafite havia recebido o segundo cartão amarelo  e cercaram o árbitro, pedindo o cancelamento da substituição. Na confusão generalizada, o técnico Milton Mendes deu uma cabeçada em um dos auxiliares do treinador Doriva e também foi expulso.

A bola voltou a rolar e, apesar do apoio da torcida, o Bahia não pressionou o adversário. Em contra-ataque do Santa Cruz, o zagueiro Robson fez falta e foi expulso, deixando o Esquadrão com um jogador a menos nos minutos finais.

No fim, sobrou confusão: João Paulo foi expulso no Santa Cruz. Moisés também recebeu o segundo cartão amarelo e deixou o jogo mais cedo. Aos 51, o árbitro José Ricardo Vasconcellos apitou o fim da partida: vitória e classificação do Santa Cruz.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 0 X 1 SANTA CRUZ


Data-hora: 17/04/2016, às 16h
​Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Árbitro: José Ricardo Vasconcellos (AL)
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araujo (AL)  e Rondinelle dos Santos (AL)
Renda/Público: R$ 551.506,50 / 22.490 pagantes

Cartões amarelos: Hernane, Robson, Juninho (BAH); João Paulo, Grafite (STC).
Cartão vermelho: Robson e Moisés (BAH); João Paulo (STC).

Gols: Grafite (0-1, 13'/1ºT)

BAHIA: Marcelo Lomba; Tinga (Zé Roberto, 31'/2ºT), Robson, Éder e Moisés; Paulo Roberto (Rômulo, 13'/2ºT), Danilo Pires e Juninho; Edigar Junio (Luisinho, 20'/2ºT), Hernane e Thiago Ribeiro - Técnico: Doriva.

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vítor, Alemão, Néris e Tiago Costa; Uillian Correia, João Paulo, Arthur (Raniel, 22'/2ºT), Wallyson e Keno (Léo Moura, 49'/2ºT); Grafite (Wellington, 31/2ºT) - Técnico: Milton Mendes.