Ganso - São Paulo (Foto: Mauro Horita/ Lancepress!)

Ganso é o atleta que mais atuou pelo São Paulo no elenco atual (Foto: Mauro Horita/ Lancepress!)

Marcio Porto
14/02/2016
08:05
São Paulo (SP)

Dos jogadores são-paulinos que devem jogar o clássico deste domingo, contra o Corinthians, às 17h, na Arena, nenhum gera mais esperança no torcedor, no técnico Edgardo Bauza e nos amantes do futebol bem jogado do que Ganso. Camisa 10, atleta com maior número de jogos pelo clube (195) e em boa fase, o Maestro tem tapete estendido para conduzir o time rumo à vitória inédita em Itaquera. E ainda pode se gabar de que não fez parte do 6 a 1, já que estava com dores musculares.

Encantado com o potencial de seu armador, Bauza tem dito que poucos jogadores possuem o talento de Ganso e sabe que seu sucesso na estreia em clássicos passa por uma boa apresentação do camisa 10. Ganso também parece estar ciente.


– A equipe está com um entrosamento muito bacana e lógico que a gente se prepara sempre para os grandes jogos. E esse é mais um deles. Procuro ajudar na parte do meio campo e, sempre que posso, auxiliar na defesa. Vamos procurando a melhor forma de jogar – comentou o meia, em entrevista ao LANCE!.

Bauza não divulgou a escalação, mas Ganso deve jogar. A dúvida é para quem ele vai passar a bola. O argentino Calleri, que tem empolgado o torcedor e dividiria as expectativas, pode ser poupado. Mais responsabilidade para o camisa 10, que espera fazer um amigo sofrer.

"Temos que estragar a festa dele. A gente precisa muito dessa vitória, ainda mais se tratando do clássico. Mas é um amigo que fiz no futebol, espero que ele não jogue tão bem (risos)"

Ganso cansou de dar assistência para André fazer gol quando atuaram no Santos em 2010. Mas, neste domingo,, se depender do são-paulino, o corintiano terá uma estreia amarga.

– Temos que estragar a festa dele. A gente precisa muito dessa vitória, ainda mais se tratando do clássico. Mas é um amigo que fiz no futebol, espero que ele não jogue tão bem (risos) – afirmou Ganso.

Pelo Santos, Ganso e André foram campeões paulista e da Copa do Brasil em 2010. Alegrias que ficaram no passado. Hoje, o são-paulino promete fazer tudo para sair vencedor.