LANCE!
20/11/2015
00:49
Felippe Rocha e Thiago Ferri

A atuação do hexacampeão no jogo do título não foi tão brilhante quanto a campanha. Ficou para Vagner Love a honraria de melhor jogador em campo na partida histórica contra o Vasco, que lutou e teve seus destaques no empate em 1 a 1 de São Januário. Confira as notas do LANCE!:

CORINTHIANS
(thiagobastos@lancenet.com.br)

6,5
Cássio

Seguro nas saídas do gol, fez uma boa defesa no primeiro tempo. Não teve culpa no gol vascaíno.

6,0
Edilson

Correu o risco de ser expulso ao dar um carrinho em um lance parado, mas se redimiu na jogada do gol.

6,0
Felipe

Seguro pelo alto, teve poucos problemas por baixo. Foi o líder em bolas rebatidas do time, ontem.

6,5
Gil

O zagueiro fez uma partida segura no geral, ajudado, também, pelos erros do ataque do Vasco.

6,0
Guilherme Arana

Participou muito do jogo, e acabou como aquele que mais acertou passes. Pecou nos cruzamentos.

6,0
Ralf

Protetor da defesa, jogou muitas vezes até entre os zagueiros. Não conseguiu travar Júlio César.

6,0
Jadson

Não fez um bom jogo como de costume, mas criou muito perigo em lances de bola parada.

5,5
Elias

Não fez um bom jogo. De volta da Seleção, o volante foi pouco efetivo à frente e foi substituído.

6,0
Renato Augusto

Foi quem mais buscou o jogo no primeiro tempo. Também de volta da Seleção, saiu na etapa final.

5,5
Malcom

Fez um primeiro tempo ruim, mas melhorou na etapa final e deu trabalho para o Vasco.

7,5
Vagner Love

Apagado durante todo o jogo, foi decisivo ao marcar o gol que garantiu o título para o Corinthians.

6,5
Rodriguinho

Entrou na vaga de Renato Augusto e não fez um jogo ruim. Perigoso em um chute de fora da área.

7,0
Lucca

Mais uma vez mostrou seu brilho ao entrar na etapa final e dar o toque para Love marcar o gol do Timão.

6,0
Bruno Henrique

Substituto de Ralf, o meio-campista não teve tanto trabalho na defesa. À frente, não precisou fazer muito.

7,0
Téc.: Tite

Acertou nas mudanças. O time não fez um grande jogo, mas pouco importa. A campanha é digna de 10.

VASCO
(felipperocha@lancenet.com.br)

6,5
Martin Silva 

O goleiro foi pouco exigido. Quando foi preciso, esteve atento e salvou o time cruz-maltino.

6,5
Madson

Construiu boas jogadas pelo seu setor, principalmente com Rafael Silva. Parou na marcação.

6,5
Luan

Firme na marcação, praticamente não cometeu erros. Manteve a serenidade o jogo inteiro.

4,5
Rodrigo

Imprudência juvenil no lance da expulsão. Prejudicou o time no pior momento do campeonato.

7,0
Julio Cesar

Já fazia partida segura, na defesa e no ataque. E mostrou bastante eficiência na jogada do gol.

6,0
Diguinho

Orientou bem o meio-campo enquanto esteve em campo. Ajuda na saída de bola.

6,0
Serginho

Correto na marcação, mas sem acrescentar muito na parte ofensiva. Como de costume.

5,0
Andrezinho

Figura nula na articulação de jogadas. Era o jogo para fazer a diferença, e não foi encontrado.

5,5
Nenê

Outro que fez muito menos do que se espera. Não foi capaz de escapar da melhor marcação do país.

4,5
Riascos

Tenta, tenta, tenta e erra. Errou praticamente tudo que tentou. A torcida não tem paciência mais.

6,0
Rafael Silva

Correu bastante, deu alguns bons passes e tentou algumas jogadas individuais. Saiu com dores.

6,0
Jorge Henrique

Entrou para dar velocidade, mas a expulsão de Rodrigo prejudicou muito as suas características.

6,5
Rafael Vaz

Atrapalhado para fazer o simples, mas com personalidade para ajudar no apoio de Julio Cesar.

5,5
Eder luis

Mostrou boa forma física, mas não foi capaz de produzir nada de relevante para ajudar a equipe.

6,5
Téc: Jorginho

O time jogou de igual para igual com o campeão. A expulsão de Rodrigo dificultou a manutenção da vitória