Corinthians x Atlético-MG

Rodriguinho foi um dos bons nomes do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr./Agencia Corinthians)

Guilherme Amaro e Esther Morel
17/01/2016
20:38
São Paulo (SP)

Walter, Bruno Henrique, Romero e Rodriguinho, reservas em 2015 e que ganharam chance na equipe titular neste início de temproada, foram os melhores nomes da derrota para o Corinthians por 1 a 0 para o Atlético-MG pela Florida Cup. Já no Galo, quem surpreendeu foi o equatoriano Cazares, que entrou na segunda etapa e iniciou a jogada do gol do time. Veja as atuações das equipes.

ATUAÇÕES DO CORINTHIANS

6,5
Walter

Substituiu bem Cássio: duas boas defesas e sem culpa no gol. Ficou indeciso em algumas saídas do gol.

6,0
Fagner

Fez bom duelo com Thiago Ribeiro. Em um lance, demorou para acompanhar o atacante adversário, que perdeu um gol inacreditável.

6,5
Felipe

Apesar da movimentação atleticana, conseguiu fazer bons cortes e mostrou segurança. Não sentiu o ritmo.

5,5
Gil

Teve mais dificuldade em relação ao companheiro de zaga e quase comprometeu em erro na saída de bola.

5,0
Uendel

Atlético-MG criou duas boas chances pelo seu setor. Preocupado defensivamente, foi pouco ao ataque.

6,5
Bruno Henrique

Substituto de Ralf em frente à zaga, teve boa atuação. Mostrou boa chegada ao ataque, com um chute perigoso. Ficou exposto no meio de campo em alguns lances da partida.

6,5
Romero

Aberto pelo lado direito, apareceu bem e ajudou na marcação. Teve um gol anulado por impedimento.

6,0
Elias

Atuação tímida, principalmente no primeiro tempo. Na etapa final, chamou mais a responsabilidade e tentou abrir as jogadas, sem muito sucesso.

6,5
Rodriguinho

Tem a dura missão de substituir Renato Augusto, o craque do último Brasileirão. Não se intimidou, criou jogadas e deu bonito passe de calcanhar.

6,5
Malcom

Foi o mais contundente no primeiro tempo. Pelo lado esquerdo, arriscou de longe e levou perigo.

6,0
Danilo

Jogou o primeiro tempo como centroavante. Ganhou pelo alto e deu bons passes. Faltou mobilidade.

6,0
Guilherme Arana

Atuação correta, sem se comprometer atrás e sem se arriscar indo ao ataque.

6,0
Lucca

Prejudicado pelas constantes mudanças, teve apenas uma boa chance.

6,0
Edilson

Também não conseguiu render com as mudanças de Tite.

5,5
Mendoza

Jogou de centroavante e quase não participou do jogo.

5,5
Cristian

Com time desconfigurado, teve trabalho para conter os avanços.

6,0
Marlone

Fez boa estreia, tentando jogadas pelo lado direito do campo.


Yago

Entrou no fim.


Marciel

Entrou no fim.

6,0
Moisés

Também entrou no fim, mas, mais avançado, mostrou velocidade e levou perigo. Fez sua estreia pelo time.

6,0
Tite

Manteve o 4-1-4-1 e fez testes.


SOBE E DESCE DO ATLÉTICO-MG

Diego Aguirre

Aos poucos vai modelando a nova cara do Atlético-MG que devemos esperar em 2016. A principal força do time neste momento é a defesa, que foi muito bem montada pelo treinador uruguaio, mostrando solidez.

Cazares
Aposta do técnico do Galo ainda nos primeiros minutos do segundo tempo, o equatoriano foi a maior surpresa da partida. Logo em seu primeiro toque na bola, deu origem à jogada do gol. O meia encontrou Lucas Pratto, que rolou para Hyuri marcar pela primeira vez com a camisa atleticana.

Hyuri
A ótima movimentação em campo foi a principal arma de Hyuri no jogo em que marcou seu primeiro gol no Atlético-MG. Marcação do tempo da bola e rapidez contribuíram para que a partida fluísse bem quando o atacante partia para cima da defesa adversária. Oportunista, ele sempre se encontrava em boa posição para tentar finalizações para a equipe.

Thiago Ribeiro
Ainda sem ritmo de jogo e pouco entrosamento, teve algumas dificuldades em campo. Perdeu a chance de abrir o placar aos 12 minutos do primeiro tempo ao perder uma chance sem goleiro dentro da pequena área. Mas, com o tempo, deve entrar em sintonia.

Dátolo
Erros táticos e técnicos marcaram a participação de Dátolo na partida contra o Corinthians. O meia respondeu lentamente a jogadas que exigiam rapidez e precisão, errou passes e também foi pego em posição de impedimento. Deu lugar a Cazares no segundo tempo, responsável pela jogada do gol e vai precisar abrir o olho para não perder a posição.

Leonardo Silva
Pouco apareceu ao longo da partida. Chegou a colocar a bola dentro das redes, mas o gol foi anulado por conta de uma falta em Lucas Pratto, fora do lance. Com a defesa cada vez mais bem montada por Diego Aguirre, o zagueiro precisa entrar no ritmo.