Henrique Grêmio

                                        Henrique Almeida é o novo camisa 9 tricolor (Reprodução Grêmio TV)

LANCE!
05/02/2016
17:45
Porto Alegre (RS)

O atacante Henrique Almeida foi convidado e, posteriormente, marcou presença em um camarote do Beira-Rio durante o jogo do Colorado diante do Coritiba. Mas o destino do jogador seria o Grêmio. Apresentado na tarde desta sexta-feira na Arena, o novo camisa 9 gremista explicou o motivo de ter optado pelo Tricolor.

– É um prazer estar aqui. Fui convidado a ir no Beira-Rio, tinha negociação, mas nada certo. Acabei optando pelo Grêmio pelo desportivo, tinha vontade de jogar aqui. Admiro muito este clube, me senti em casa. Não foi depois, tinha mais clubes interessados – destacou o atacante, antes de completar:

– Me encaixo no modo de jogar, vai ser um clube que posso demonstrar meu futebol, vou poder fazer gols.

O novo reforço tricolor não quis polemizar sobre o "chapéu" dado pelo Grêmio no Inter ao oficializar a sua contratação. Mas deixou claro que se encaixará no esquema de jogo utilizado pelo técnico Roger Machado.

– (O Grêmio) joga compacto, marca muito sem a bola. E vejo jogando em entrelinhas. E eu gosto de jogar assim. Acho que me encaixo neste estilo de jogo do Roger. Sou centroavante, mas deixo para o Roger definir onde ele pode me escalar – disse.

Artilheiro do Mundial Sub-20 com a Seleção Brasileira em 2011, Henrique Almeida encontrou dificuldade para repetir o citado desempenho nos anos seguintes. Apenas no Coritiba, clube pelo qual fez 12 gols em 20 jogos no último Campeonato Brasileiro, que ele conseguiu a regularidade de jogos que espera ter no Tricolor.

– Se pegar partidas que fiz como titular os 90 minutos, podem ver que fiz gols e bons jogos. A partir da Seleção, não tive sequência, jogava uma ou outra e acabava. No Coritiba retomei essa sequencia e pude fazer gols novamente – completou o atacante.

O Internacional desistiu da contratação de Henrique Almeida alegando "risco alto", como o presidente Vitorio Piffero afirmou nesta sexta. O Grêmio garante que não enfrentará problemas para regularizar o jogador, que deixou o Botafogo através da Justiça.

Após formalizar a chegada de Henrique Almeida, a diretoria tricolor ainda viabiliza a contratação de outro atacante: o equatoriano Miller Bolanõs, que defende o Emelec e a seleção dos seu país.