icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
21/08/2015
11:04

Sem poder disputar jogos da Copa do Brasil pelo Paysandu por já ter atuado na competição com a camisa do Avaí, seu ex-clube, o meio-campo Edinho pode voltar a ficar à disposição do treinador Dado Cavalcanti no duelo contra o Botafogo, neste domingo.

Autor de um belo gol na vitória sobre o Oeste por 3×1, na última rodada da Série B, Edinho ficou apenas na torcida contra o Fluminense e aprovou a atuação dos seus companheiros.

- A equipe fez uma boa partida e conseguimos marcar um gol fora de casa, e isso pode fazer toda a diferença. Infelizmente não posso disputar a Copa do Brasil, mas confio nos meus companheiros. Temos todas as condições de fazer história nessa competição - destacou.

Feliz pelo seu primeiro gol com a camisa do Papão, Edinho espera manter a boa fase e continuar ajudando a equipe na busca pelo acesso à Série A.

- Estava com muita vontade de balançar as redes e graças a Deus fui abençoado na partida contra o Oeste. Acredito que estou bem adaptado ao clube e ao estilo de jogo da equipe e espero que eu possa continuar correspondendo dentro de campo quando o professor Dado precisar.

Com 30 pontos na tabela de classificação, três a menos que o Bahia, primeiro clube dentro do G4, o Paysandu enfrentará o vice-líder Botafogo no próximo domingo, às 11h, no Engenhão.

Sem poder disputar jogos da Copa do Brasil pelo Paysandu por já ter atuado na competição com a camisa do Avaí, seu ex-clube, o meio-campo Edinho pode voltar a ficar à disposição do treinador Dado Cavalcanti no duelo contra o Botafogo, neste domingo.

Autor de um belo gol na vitória sobre o Oeste por 3×1, na última rodada da Série B, Edinho ficou apenas na torcida contra o Fluminense e aprovou a atuação dos seus companheiros.

- A equipe fez uma boa partida e conseguimos marcar um gol fora de casa, e isso pode fazer toda a diferença. Infelizmente não posso disputar a Copa do Brasil, mas confio nos meus companheiros. Temos todas as condições de fazer história nessa competição - destacou.

Feliz pelo seu primeiro gol com a camisa do Papão, Edinho espera manter a boa fase e continuar ajudando a equipe na busca pelo acesso à Série A.

- Estava com muita vontade de balançar as redes e graças a Deus fui abençoado na partida contra o Oeste. Acredito que estou bem adaptado ao clube e ao estilo de jogo da equipe e espero que eu possa continuar correspondendo dentro de campo quando o professor Dado precisar.

Com 30 pontos na tabela de classificação, três a menos que o Bahia, primeiro clube dentro do G4, o Paysandu enfrentará o vice-líder Botafogo no próximo domingo, às 11h, no Engenhão.