Apresentação - Atlético-PR x Ponte Preta

                                     Furacão aposta no fator casa para superar a Ponte Preta diante do seu torcedor

LANCE!
24/09/2016
19:30
Curitiba (PR)

Eliminados da Copa do Brasil na última quarta-feira, Atlético-PR e Ponte Preta passaram a pensar única e exclusivamente no Campeonato Brasileiro e se enfrentarão neste domingo, às 11h, na Arena da Baixada, pela 27ª rodada da competição. Ambos os times somam 39 pontos e buscam seguir próximos do G4. Clique aqui e confira o lance a lance da partida em Curitiba.

MELHOR MANDANTE, FURACÃO TERÁ A ESTREIA DE LUCHO GONZÁLEZ

O Atlético aposta no fator casa contra a Ponte para se aproximar dos primeiros colocados. Aposta que é válida, já que o Rubro-Negro paranaense tem o melhor aproveitamento na condição de mandante do Campeonato Brasileirão. São dez vitórias, dois empates e apenas uma derrota, o que garante um aproveitamento de 82% dos pontos.

O outro trunfo atleticano será a presença do apoiador Lucho González, de 35 anos, que fará sua estreia pelo Furacão. O técnico Paulo Autuori aposta na experiência do jogador para auxiliar um time, que é muito jovem. Se Lucho iniciará o duelo, o volante Hernani e o atacante André Lima não foram relacionados. O primeiro sofre com dores musculares, já o segundo tem um edema no joelho esquerdo.

– É um campeonato do qual gosto muito, que eu já via pela TV. Agora que estou aqui, continuo a assistir aos jogos inclusive. Embora as equipes também tenham seus sistemas táticos, é um futebol em que se tenta jogar. Você vê muitas coisas boas aqui, coisas que eu gosto de ver no futebol. Por isso, estou muito feliz por estar hoje aqui no Atlético Paranaense, por me dar essa possibilidade – destacou Lucho, ao site oficial do Furacão.

O técnico Paulo Autuori deverá optar por Luan de referência no ataque, com Lucas Fernandes e Matheus Rosseto retornando ao time – ambos não podiam defender o time na Copa do Brasil –, o que pode garantir uma formação ofensiva ao Furacão.

CONFIANÇA NA PONTE PRETA

A Ponte aposta no bom futebol mostrado nos empates diante do Atlético-MG, um dos candidatos ao título brasileiro, na Copa do Brasil. A equipe de Campinas esteve muito próxima da classificação, mas acabou eliminada ao ceder o empate no jogo de quarta.

– As duas atuações contra o Atlético-MG me fizeram ver, eu como torcedor da Ponte Preta, algo que há muito não via. Uma atuação de gala, se impondo a uma das melhores equipes do futebol brasileiro. Então é isso que tem que ser levado. Essa motivação. É continuar, corrigir os erros que cometemos, amadurecer com eles e restam 12 jogos, em que temos objetivos pela frente – disse o técnico Eduardo Baptista, que renovou com o clube até o fim do ano que vem.

A tendência é que a Ponte tenha pelo menos três novidades em Curitiba. O volante Wendel e o atacante William Pottker são certezas no time, já que não podiam defender a equipe na Copa do Brasil, e Jefferson será o titular na lateral direita, pois Nino Paraíba foi vetado com dores musculares. A zaga seguirá sendo formada por Antônio Carlos, mesmo com Douglas Grolli retornando de suspensão. A dúvida está no meio. Galhardo, com dores no tornozelo esquerdo, não é certeza entre os 11.

– O Atlético é uma equipe que se impõe, que vem para cima e deixa espaços. Temos que saber jogar, marcar bem, mas também na hora que eles deixarem os espaços, saber aproveitar porque temos condições de pontuar lá. É uma equipe que, como nós, quer buscar um resultado positivo para voltar bem no Campeonato Brasileiro e vejo um jogo muito igual – completou o treinador.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR X PONTE PRETA


Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Data-hora: 25/9/2016 – 11h
Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)
Auxiliares: Marcelino Castro de Nazaré (PE) e Bruno César Chaves Vieira (PE)

ATLÉTICO-PR: Weverton, Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio, Matheus Rosseto e Lucho González; Pablo, Luan e Lucas Fernandes – Técnico: Paulo Autuori.

PONTE PRETA: Aranha, Jeferson, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Wendel e Thiago Galhardo (Maycon); Clayson, Pottker e Roger – Técnico: Eduardo Baptista.