RADAR/LANCE!
01/07/2016
14:46
Rio de Janeiro (RJ)

A 12ª rodada do Campeonato Brasileiro aconteceu neste meio de semana e manteve o ritmo da competição até aqui. Afinal de contas, foram 37 gols marcados em dez jogos, uma média de quase quatro gols por partida. Como acontece sempre, o L! foi atrás de seus analistas para saber quais foram os destaques positivos e negativos.

Confira abaixo as opiniões dos colunistas Eduardo Tironi e João Carlos Assumpção, além do editor Eduardo Mansell.

JOÃO CARLOS ASSUMPÇÃO
​O grande destaque da rodada foi o Palmeiras, que fez uma ótima partida diante do Figueirense. Considerava o time um dos principais favoritos para ganhar o título e sigo considerando. Com Cuca, o Palmeiras já tem um esquema tático definido e sabe jogar em função de seus craques, caso de Gabriel Jesus, que anda muito inspirado. Na defesa Fernando Prass transmite segurança e Edu Dracena se posiciona bem e sabe sair jogando. Agora sim o time está compacto.


Apesar da derrota para o Grêmio, o Santos é um que vem me surpreendendo. Finalmente aprendeu a jogar fora de casa. O Corinthians não fez mais do que a lição de casa e o São Paulo e o Fluminense seguem oscilando demais.

Do Rio a esperança é o Flamengo, mas acho que vai ter que melhorar um bocado para ficar entre os primeiros. E a dupla Gre-Nal já deixou claro q veio para brigar na parte de cima enquanto os mineiros seguem decepcionando.

Mas o campeonato segue uma incógnita, ainda mais com o prejuízo para alguns times causado pelos desfalques olímpicos. Nosso calendário...


EDUARDO MANSELL
​A rodada teve como principal destaque a subida do Corinthians, que encostou de vez na briga pela liderança ao fazer o que se espera de quem quer ser campeão: ganhar do lanterna.

O Palmeiras também segue dando as suas demonstrações de força. E acredito que ainda não rendeu tudo o que pode. Quando fizer pode deslanchar.

Outra atração é o Atlético-MG, que avisou ao pelotão de frente que está disposto a brigar. E olha que a turma do Galo vem forte, com Robinho, Fred, Cazares, Clayton e companhia. O Botafogo que o diga.


O Flamengo também dá sinais de que vai brigar pelo G-4, se aproveitando bem de um momento de turbulência do Inter.

Turbulência, por sinal, que virou companheira inseparável do Santa Cruz, aquele mesmo que um dia liderou e hoje está em penúltimo. E seus jogadores parecem mais preocupados em bater boca com a imprensa.

EDUARDO TIRONI
Palmeiras é o destaque. Jogou muito bem é já dá pra dizer que haverá uma disputa para ver quem pode superar a equipe de Cuca. De ruim, o internacional, que vem caindo muito de produção e o Fluminense, que fez péssimo jogo contra o São Paulo misto.