Guarani 3 x 0 América

               Guarani não tomou conhecimento do América na etapa final (Foto: Divulgação/América Mineiro)

LANCE!
04/02/2016
18:00
Divinópolis (SC)

Os torcedores do América-MG bem que tentaram "evitar" que o terceiro gol do Guarani de Divinópolis fosse atualizado no placar do Farião. A Polícia precisou ser chamada, o responsável por tal tarefa, Rafael Pereira da Silva, substituído e, após uma "negociação", o placar traduziu o que foi visto no duelo entre o Bugre e o Coelho, goleado por 3 a 0 nesta tarde, em duelo disputado sob muito calor e válido pela segunda rodada do Campeonato Mineiro.

O Coelho vinha de vitórias contra Figueirense e Tupi, não tendo sofrido um gol sequer, até o duelo contra a equipe de Divinópolis. Os comandados de Givanildo Oliveira, cuja preocupação antes de a bola rolar era o calor de momento, voltarão a atuar pelo Mineiro no próximo dia 14, quando "visitarão" o Villa Nova atuando em sua casa, a Arena Independência. Já o Guarani, que fez sua estreia nesta quinta, terá o Tricordiano pela frente na próxima terça, no Elias Arbex, no jogo que foi adiado da primeira rodada.

MUITO CALOR, GUARANI MELHOR, MAS NADA DE GOLS


O América começou a partida apostando na troca de passes para envolver a defesa rival, mas faltou espaço para que tal tática fosse, de fato, implantada no Farião. O Guarani, por sua vez, mostrou velocidade pelas pontas e, com o passar dos minutos, tomou para si as rédeas do jogo. Após investida pela direita, Marcus Vinícius finalizou em cima de João Ricardo, aos 16 minutos. Pouco depois, Carlos Renato obrigou o goleiro americano a fazer nova defesa.

Com o Guarani melhor, o Coelho buscou alternativas para ficar com a bola e conter o ímpeto rival. A melhor chance americana na primeira etapa viria aos 22. Após lançamento que encontrou Rafael Bastos, o camisa 16 demorou para finalizar e, quando tentou vencer Leandro, concluiu em cima do camisa 1 rival. O calor fez com que o ritmo do jogo caísse, mas quem terminou melhor foi o Bugre.

GOLEADA, 'FALHA'  NO PLACAR E OLÉ NO FARIÃO

O Guarani fez justiça ao desempenho melhor que o adversário logo aos dois minutos da etapa final. Jonathan, um dos destaques do Bugre no primeiro tempo, recebeu de Carlos Renato, jogador que está emprestado ao time de Divinópolis exatamente pelo América, e finalizou por entre as pernas de João Ricardo.

A goleada não demoraria a ser concretizada. Eficaz com a bola nos pés, o América seguiu sendo envolvido no Farião. Após jogada bem orquestrada, Marcus Vinícius, de cabeça, ampliou, aos oito. A torcida do Guarani passou a pedir "mais um", "mais um". E o terceiro veio aos 18. Jogada de Carlos Renato e pênalti de Alisson. O próprio jogador emprestado pelo Coelho cobrou com muita categoria. Passeio do Guarani.

O funcionário do Guarani responsável por atualizar o placar manual do Farião tentou colocar o número três no mesmo, mas foi "impedido" por torcedores do América. Apenas o "0" do Coelho aparecia. A Polícia foi chamada, o funcionário, que confessou ter comemorado efusivamente o terceiro gol do Bugre, foi retirado e, com a presença de outro funcionário, o placar, enfim, foi atualizado. Após tal episódio "diferente", o América até mandou uma bola na trave direita de Leandro, mostrou vontade, mas o dia não era americano. Bom para o eficiente Guarani e para sua torcida, que fez a festa no Farião.