Diego Aguirre

Treinador não quis apontar os motivos para a escalação surpresa na final mineira (Foto: Yuri Edmundo/Eleven)

RADAR/LANCE
09/05/2016
11:32
Belo Horizonte (MG)

A escalação do Atlético no último domingo dividiu opiniões no Mineirão. Na partida de volta da final mineira, que terminou com o empate por 1 a 1 e o título do América, o uruguaio começou o jogo com o mesmo 4-3-3 que costumou usar nos compromissos passados. No entanto, as mudanças como de Marcos Rocha (da lateral para o meio) e as ausências de Robinho e Leandro Donizete foram bastante questionadas. Quando perguntado sobre o assunto após a partida, Aguirre não quis dar explicações sobre as mudanças de última hora, e alegou terem sido as melhores possíveis.

- Eu, sempre que tomo as decisões, acho que são melhores. Não preciso sempre ficar dando explicações porque disso, porque daquilo. Mas o objetivo era ganhar, imaginávamos que podíamos ter ganhado, mas lamentavelmente não conseguimos - disse.

Sobre o rival e campeão América, Aguirre comentou basicamente o que também foi dito pelos jogadores na saída do campo. A equipe de Givanildo teve méritos em levantar a taça por tudo que fez nos dois jogos da final contra o Galo. Mas a partir de agora, o estadual passa a ser página virada. Para a partida contra o São Paulo, nesta quarta-feira, o treinador quer seus comandados com o mesmo espírito de luta.

- Os jogadores deram tudo pela vitória. Chegamos perto e, lamentavelmente, tomamos um gol e isso mudou tudo. Mas eu falei para os jogadores que temos que manter essa atitude, essa intenção de jogar, essa vontade para quarta-feira porque temos um objetivo muito grande.

O jogo contra o São Paulo será válido pelas quartas de final da Copa Libertadores de 2016, nesta quarta-feira, às 21h45, no Morumbi. O confronto de volta será jogado na semana seguinte.

- Libertadores é o máximo objetivo do clube e temos que estar preparados para essa final que temos quarta-feira e deixar isso para trás. Temos jogadores com experiência e que sabem que faz parte do futebol ganhar ou perder um jogo – concluiu.