Marcelo Oliveira - Atlético-MG 2 x 2 Internacional

                   Marcelo Oliveira (à esquerda) antes de a bola rolar nesta quarta (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

LANCE!
03/11/2016
01:12
Belo Horizonte (MG)

A classificação do Atlético-MG à final da Copa do Brasil, feito alcançado na noite desta quarta-feira, fez o técnico Marcelo Oliveira alcançar Felipão, o então único recordista, no número de finais da competição. O comandante atleticano chegou à quinta decisão em um intervalo de apenas seis anos. São três vices e o título do ano passado comandando o Palmeiras.

A carreira de Marcelo Oliveira como técnico alcançou novo status no Coritiba. Foi à frente do Coxa que ele conquistou o Campeonato Paranaense em 2011 e 2012 e, nos mesmos anos, foi vice-campeão da Copa do Brasil – o seu Coritiba foi superado por Vasco e Palmeiras, respectivamente, nessas duas decisões. Após um "hiato" em 2013, Marcelo Oliveira chegou à terceira final em 2014, com o Cruzeiro. E, novamente, ele viu seus comandados serem superados, desta vez pelo Atlético.

A "redenção" de Marcelo na Copa do Brasil veio no ano passado, após ter sido bicampeão brasileiro com o Cruzeiro, mas lidar com muitas críticas pelo desempenho dos seus times em torneios mata-mata. O Alviverde superou o Santos na decisão e foi campeão, garantindo a primeira taça do técnico na Copa do Brasil após três batidas na trave.


Ao alcançar a quinta final em um intervalo de apenas seis anos, Marcelo Oliveira alcançou a marca de Luiz Felipe Scolari. Felipão foi campeão com Criciúma (1991), Grêmio (1994), Palmeiras (1998 e 2012) e vice com o Grêmio (1995). Felipão que alcançou sua quinta decisão 21 anos após a primeira. Neste "quesito", o treinador atleticano leva ampla vantagem.

– É muito importante e gratificante. Não é fácil chegar a tantas finais com times diferentes. Tanto no Cruzeiro, no Palmeiras, e até no Coritiba, se falaram muito do elenco, mas depois que nós passamos por esses times, eles não conseguiram chegar à final da Copa do Brasil – disse o técnico, em coletiva. 

Marcelo Oliveira dividia a segunda posição em decisões de Copa do Brasil com Levir Culpi, atualmente à frente do Fluminense. Ele foi finalista em 1996 (campeão com o Cruzeiro), 1998 (vice com o Cruzeiro), 2000 (vice com o São Paulo) e 2014 (campeão com o Atlético-MG). 

Resta saber se Marcelo Oliveira, ex-jogador do Galo e de diversas passagens pelo clube na condição de técnico, colecionará mais um vice ou será bicampeão da Copa do Brasil tendo pela frente o Grêmio nos próximos dias 23 e 30.