Torcida do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/ Agência Corinthians)

Torcida do Corinthians faz o clube liderar o Torcedômetro (Foto: Daniel Augusto Jr/ Agência Corinthians)

LANCE!
02/05/2016
08:00
São Paulo (SP)

Na disputa por ingressos para as partidas, quem é sócio-torcedor larga na frente. Quem marca presença em todos os jogos, mais ainda. Não à toa, o Campeonato Brasileiro obteve em 2015 a sua melhor média nesta década, registrando 17.051 pessoas por confronto. Nos anos anteriores, as médias haviam sido de 16.555 mil (2014), 14.955 mil (2013), 13.013 mil (2012) e 14.976 mil (2011).

O Corinthians, líder deste ranking em 2015, teve 34.149 mil espectadores em média nos jogos como mandante, ocupando 73% dos lugares no estádio. Já o Palmeiras, tendo pela primeira vez o Allianz Parque à sua disposição do início ao fim do torneio nacional, foi acompanhado por 26.633 mil pessoas em média nos duelos em casa, com a ocupação sendo de 68%. Destes torcedores, 70% era formado por sócios Avanti.

No clube alviverde, um dos trunfos para o bom público é o sistema de rating, que privilegia os torcedores que vão com frequência ao Allianz Parque. Gerido pela Futebol Card, o Avanti divide seus sócios-torcedores em cinco categorias para elaborar a venda de ingressos: 5 estrelas (81% a 100% de frequência), 4 estrelas (61% a 80%), 3 estrelas (41% a 60%), 2 estrelas (21% a 40%) e 1 estrela (1% a 20%).

- O sistema de rating ajuda a manter os estádios com bons públicos mesmo em partidas não tão relevantes para as competições. Em clubes com programas consolidados de sócio-torcedor, principalmente aquelas que inauguraram estádios nos últimos três anos, é muito difícil que o torcedor consiga ingresso para um grande jogo se não tiver ido a outros anteriormente - destacou o sócio-diretor da Futebol Card, Robson de Oliveira.

Além disso, sócios-torcedores dos 69 clubes integrantes do Movimento por um Futebol Melhor aproveitam descontos e benefícios em grandes empresas, como Ambev (Brahma), Unilever, Sky, Pepsico, Premiere, Centauro.com.br, Rede de Hotéis Arco, Méliuz e Bic, parceiras do projeto.

Desde 2013, o Movimento concedeu mais de R$ 60 milhões em descontos aos sócios-torcedores dos 69 clubes participantes, que somam 1,1 milhão de inscritos e contribui para uma receita estimada de R$ 400 milhões/ano no futebol com os programas.