Wendell Lira

Wendell Lira: 'Tanta gente me cumprimentando, abraçando, tirando foto' (Foto: Divulgação/FIFA.com)

Bernardo Cruz e Vinícius Faustini
16/01/2016
07:45
Goiânia (GO)

Em cerca de um mês, Wendell Lira viu sua luta por um lugar ao sol dar lugar ao sonho de estar nos holofotes do futebol mundial, ao levar o Prêmio Puskas de 2015. Desde a vitória, na última segunda-feira, sua vida virou um turbilhão: seu número de seguidores em redes sociais ficou sete vezes maior, ele teve recepção de gala em seu desembarque em Goiânia, e choveram telefonemas, mensagens e entrevistas.

Porém, nem mesmo o "triunfo" que seu gol pelo Goianésia teve sobre os de Messi, ídolo do Barcelona e o Bola de Ouro da Fifa, e Florenzi, da Roma, são capazes de fazê-lo deixar de lado sua simplicidade. Em entrevista exclusiva ao LANCE!, Wendell Lira mostra-se surpreso diante de tamanha repercussão:

- Nossa, está bom demais! Parece que eu estou vivendo um sonho, é um prêmio para o meu trabalho. Só tenho que agradecer a quem votou em mim, por todo carinho que eu estou recebendo das pessoas.

O jogador de 27 anos revelou que sua chegada a Goiânia, sua terra natal, deu uma dimensão do acolhimento das pessoas e do seu estrelato:

- Foi maravilhoso. Voltar ao Brasil e ter tanta gente me cumprimentando, abraçando, tirando foto, não tem preço.

Em meio às lembranças de Zurique, Wendell Lira reconhece que o futebol é cercado de obstáculos, que o fizeram até cogitar deixar o esporte. Só que o atacante crê que a perseverança é crucial para seguir tentando se firmar em campo:

- Olha, é bem difícil. Mas isso acontece na vida, e em outras profissões. Tem de batalhar muito por uma chance, se empenhar, que uma hora pode acontecer.

Passada a conquista do Prêmio Puskas, Wendell Lira conta quais são os próximos desafios que tentará superar:

- Minha luta é por continuar sempre trabalhando mais e mais para fazer meus gols e alcançar os objetivos que vierem.

Ainda neste sábado, no LANCE! Wendell Lira revela os bastidores da premiação da Bola de Ouro e fala sobre sua perspectiva para a estreia no Vila Nova em 2016.