Torcida - Newell's Old Boys

Barra=brava do Newell's entrou em atrito com a diretoria do clube rosarino (Foto: Reprodução/Blog/Newell's)

LANCE!
10/11/2016
18:54

O vice-presidente do Newell's Old Boys, Cristian D'Amico, sofreu uma tentativa de assassinato na noite da última quarta-feira, em Rosário (ARG). No momento do ataque, o dirigente estava em seu carro, acompanhado pelo filho. Os dois saíram ilesos dos disparos.

- Não temos nada a fazer senão lamentar. Atirar contra alguém que está no volante e ao lado de um filho com dez anos de idade é um ataque direto contra a humanidade - reclamou o dirigente dos Leprosos.

Chefe das Investigações Policiais de Rosário, Daniel Corbellini acredita que o delito pode estar relacionado aos desentendimentos entre a diretoria do clube rubro-negro e a barra-brava do Newell's Old Boys.

- Há ataques contra imóveis, pessoas e mortes. A investigação dirá se é um assunto da barra-brava. Não vamos negar que os fatos estão direcionados nesta direção.

A primeira medida das autoridades responsáveis pelo caso foi reforçar a segurança no prédio de Cristian D'Amico, assim como já ocorre com o secretário-geral do Newell's, Claudio Martínez, que teve a fachada do imóvel baleada.

- Os dirigentes do Newell's são vítimas destes mafiosos.  Esses delinquentes estão atrás de um negócio econômico ilegal. Não são torcedores de futebol - sublinhou Maximiliano Pullaro, ministro de Segurança da província de Santa Fé, onde está localizada a cidade de Rosário.  

Segundo o jornal "Clarín", o vice-presidente tinha deixado o treinamento da equipe juvenil do Newell's quando foi perseguido por outro carro durante dez minutos. Os agressores fizeram diversos disparos, mas só conseguiram atingir o automóvel.