LANCE!
08/06/2016
09:35
Paris (FRA)

Toda grande competição de seleção termina com algumas revelações. Algumas vezes já se espera muito deles, mesmo sendo garotos, e em outras vezes, acabam se destacando sem ter tanta expectativa em cima deles. Veja aqui algumas potenciais promessas da Eurocopa deste ano, que começa na sexta-feira.

A França, seleção da casa, tem pelo menos dois jogadores que se encaixam nesse quesito. Hoje com 20 anos, Martial chegou na última temporada ao Manchester United, e segundo o próprio técnico Louis van Gaal, apenas o seu sucessor iria aproveitar o talento do ex-atacante do Monaco. Porém, o garoto brilhou e fez 20 gols na temporada.

Ainda mais jovem, Coman é cria do PSG, pertence à Juventus e jogou a última temporada emprestado ao Bayern de Munique. Teve moral com Pep Guardiola e foi bem. Deve ter boas chances na Eurocopa. Completa 20 anos na segunda-feira que vem.

A seleção da Suíça também tem uma boa promessa. O jovem atacante Embolo, de 19 anos, é uma das grandes promessas do Basel. Tem ainda menos espaço que outros jogadores de frente, como Seferovic, Mehmedi e Derdiyok, mas pode entrar em alguns jogos.

Raheem Sterling - Manchester City x Stuttgart (Foto: Thomas Kienzle / AFP)
Sterling é destaque do City (Foto: Thomas Kienzle / AFP)

A Inglaterra tem duas sensações. Ambas saindo de Manchester. Mesmo com apenas 21 anos, Sterling já tem status de astro. Foi vendido do Liverpool para o Manchester City por 44 milhões de libras (R$ 220 milhões). É fundamental na boa geração do English Team.

Com apenas 18 anos, Rashford começou "do nada" no Manchester United, e desandou a fazer gol. No total, marcou oito vezes apenas em 2016. Estreou na seleção e precisou de poucos minutos para abrir o placar. Roy Hodgson ainda não queria levá-lo, mas outros jogadores da posição se machucaram e ele se deu bem.

A Alemanha também tem duas promessas de rivais. O meia Weigl, de 20 anos, já tem sido um jogador importante para o Borussia Dortmund e pode crescer na competição. O atacante Leroy Sané, também de 20, tem se destacado pelo Schalke 04 e pode ter até mais oportunidades, por causa da concorrência menor em seu setor.

Também com 20 anos, o meio-campo Kovalenko é uma das grandes esperanças para o futuro da Ucrânia. Joia do Shakhtar Donetsk, foi o artilheiro do Mundial Sub-20 do ano passado com cinco gols.

A Espanha tem poucos jogadores abaixo dos 23 anos. E com 21 ou menos, apenas um. O lateral-direito Bellerín. Cria do Barcelona, o garoto fez uma boa temporada pelo Arsenal e disputa posição com Juanfran.

Origi, de 21 anos, já esteve em situação semelhante, de ser potencial surpresa. E foi. Convocado para a Copa do Mundo de última hora, após a lesão de Benteke, acabou fazendo um torneio melhor que o mais badalado Lukaku. Foi vendido ao Liverpool, e vivia bom momento até sofrer grave lesão. Mas já está recuperado e vai à Euro.

O astro da Suécia está lá na frente e tem 34 anos. Mas além de Ibrahimovic, o jovem Lindelöf é outro a ser observado. O jovem do Benfica foi lançado nesta temporada no Encarnado e foi fundamental na conquista do Campeonato Português. Tem apenas 21 anos.

Para fechar, um companheiro de Lindelöf no Encarnado. Renato Sanches é uma das grandes sensações na Europa. Entrou no time mais ou menos ao mesmo tempo do zagueiro sueco, estourou rapidamente. Tem apenas 18 anos e já foi vendido para o Bayern de Munique por 35 milhões de euros (R$ 140 milhões).