LANCE!
16/05/2016
18:02
Rio de Janeiro (RJ)

Se o título do Leicester já foi uma demonstração de que nem sempre o clube mais rico terá o melhor time, a lista dos 10 jogadores mais caros desta Premier League reforça ainda mais essa tese. Destes, apenas um foi comprado por um dos times que ficou no pódio do Campeonato Inglês. E nem conseguiu se firmar no Tottenham. Veja abaixo como foram as temporadas de cada um deles.

Mais caro na janela de verão, o belga De Bruyne não chegou a decepcionar. Comprado pelo Manchester City junto ao Wolfsburg por 54 milhões de libras (R$ 272,5 milhões), o meia, que já tinha defendido o Chelsea, marcou 17 gols, deu nove assistências, e foi um dos destaques do time que ficou em quarto lugar na Premier League.

Protagonista de uma transferência polêmica, Sterling deixou o Liverpool para defender também o Manchester City por 49 milhões de libras (R$ 247,3 milhões). O jovem de apenas 21 anos não conseguiu manter uma regularidade. Brilhou intensamente na partida contra o Bournemouth em outubro, ao marcar três vezes. Mas fechou a temporada com 11 gols e quatro assistências. Abaixo do esperado pelo investimento.

Na terceira posição, talvez o que mais tenha rendido nesta lista, apesar de não ter muita expectativa. O investimento em Martial foi pesado. O Manchester United pagou 36 milhões de libras (R$ 181 milhões) ao Monaco, e dependendo de objetivos cumpridos, pode chegar em 58 milhões de libras (R$ 292 milhões). Então com 19 anos, o francês era visto como um reforço para o futuro, o próprio técnico Louis van Gaal disse que pouco iria aproveitar do jogador. Mas rapidamente começou a balançar as redes e se firmou no time. Terminou a temporada com 17 gols, sendo o artilheiro dos Red Devils.

O próximo é o centroavante Benteke. O Liverpool pagou 32,5 milhões de libras (R$ 164 milhões) para tirar o jogador do Aston Villa. Começou bem ao fazer o gol da vitória em sua estreia pelos Reds na Premier League em casa contra o Bournemouth. Mas não conseguiu uma boa sequência. Parecia que tudo iria melhorar com Jürgen Klopp, já que o alemão chegou a solicitar sua contratação para o Borussia Dortmund. Mas não se deu bem. Terminou a temporada com apenas 10 gols.

Otamendi foi contratado pelo Manchester City por 32 milhões de libras (R$ 161,5 milhões). Depois de boas passagens por Porto, Atlético-MG e Valencia, ele não chegou a ir mal na temporada. Chegou para ser titular, já que Demichelis está em fim de carreira, e Mangala ainda não inspira confiança. Não comprometeu, mas também não foi o zagueiro dos sonhos. O argentino ainda tem boa margem de evolução.

Roberto Firmino (Hoffenheim para Liverpool por 41 milhões de euros)
Firmino é o único brazuca da lista (Foto: AFP / PAUL ELLIS)

Roberto Firmino foi o contrário de Benteke. Não empolgou no início, e chegou a ser considerado o pior reforço da última janela. Até a chegada de Jürgen Klopp. O ex-técnico do Borussia Dortmund fez o futebol do brasileiro crescer muito de produção, e hoje é um jogador importante para o time. Contratado por 29 milhões de libras (R$ 146,3 milhões), marcou 11 gols e deu nove passes.

O maior "flop", como os ingleses chamam as contratações fracassadas, desta lista, é Memphis. Contratado por 25 milhões de libras (R$ 126,2 milhões), o holandês veio do PSV como campeão holandês e artilheiro da Eredivisie. Ele deveria ser o reforço imediato, e não Martial. Ainda ganhou a mítica camisa 7 dos Red Devils. Além de tudo, ele já era querido por Van Gaal, pois o treinador o levou à Copa do Mundo ainda muito jovem no Brasil. Em 42 partidas, fez apenas cinco gols e não empolgou. Já existem especulações de uma possível saída.

Outro reforço caro do Manchester United foi Schneiderlin. Comprado por 25 milhões de libras (R$ 126,2 milhões) após se destacar pelo Southampton, chegou mais para compor elenco ao lado de outros jogadores da função, como Carrick, Fellaini, Herrera, Schweinsteiger, e ficou na média dos companheiros.

O coreano Son é o único que aparece nessa lista que terminou entre os três líderes da Premier League. Ficou em terceiro com o Tottenham. Porém, contratado junto ao Bayer Leverkusen por 22 milhões de libras (R$ 111 milhões), foi apenas um reserva de luxo e não fez tantas boas apresentações pelos Spurs.

Outra decepção dessa lista é Pedro. Depois de ganhar tudo no Barcelona, o atacante perdeu espaço com a consagração do trio formado por Messi, Suárez e Neymar. Buscou outros desafios e foi para a Inglaterra e chegou ao Chelsea por 21 milhões de libras (R$ 106 milhões). Começou até bem, mas assim como o time todo, caiu de produção ao longo da temporada. Terminou o ano com apenas oito gols e duas assistências.