Uruguai x Colômbia (Foto: Daniel Caselli/AFP)

Arévalo não conseguiu parar Falcao em 2012. Tigre não joga nesta quinta (Foto: Daniel Caselli/AFP)

LANCE!
10/10/2016
17:12
Barranquilla (COL)

O Uruguai atravessa o melhor momento desde julho de 2011, quando conquistou a Copa América na Argentina. Líder das Eliminatórias Sul Americanas do Mundial de 2018 com a melhor defesa, a Celeste visita a Colômbia, às 17h30 (horário de Brasília), pela décima rodada do torneio.

Desacreditada no início, a seleção bicampeã mundial teve um aproveitamento de 100% em casa e roubou pontos importantes fora, como no empate contra o Brasil (2 a 2) e na vitória sobre a Bolívia (2 a 0), em plena altitude de La Paz. Nesta terça-feira, porém, o Uruguai pisará em um território mais hostil. Nas três últimas visitas a Barranquilla, três derrotas doloridas (3 a 1, 5 a 0 e 4 a 0).

Presente no último revés, o volante Arévalo Ríos reforçou que as lembranças são mesmo desagradáveis.

– Jogamos a última vez em 2012. Foi uma má experiência para todos. Fizemos um balanço de tudo o que deu errado. Temos que aprender  com nossos erros. Sabemos que muitos fatores contaram contra – afirmou o volante Arévalo Ríos, o cão de guarda do Uruguai.

Em relação ao time, o técnico Óscar Tabárez não conta com Giménez, Cáceres e Tata González. No meio de campo, Vecino pode entrar no lugar de Cristián Rodríguez ou Lodeiro.

Colômbia

Quarta colocada, com 16 pontos (apenas três atrás do Uruguai), a Colômbia cresceu de produção nestas Eliminatórias. Nesta terça-feira, os Cafeteiros terão que se virar sem James Rodríguez. Lesionado, o astro retornou à Espanha para ser tratado pelo Real Madrid.

Mais ofensiva em relação à vitória sobre o Paraguai (1 a 0), na rodada passada, em Assunção, a Colômbia terá um meia (Macnelly Torres) no lugar de um volante (Barrios).

FICHA TÉCNICA

COLÔMBIA x URUGUAI

Local: Metropolitano de Barranquilla, em Barranquillla (COL)
Data e hora: 11 de outubro de 2016, às 17h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Nestor Pitana (ARG)

COLÔMBIA: Ospina, Arías, Mina, Murillo e Díaz; Aguilar; Sánchez, Macnelly Torres e Cuadrado; Muriel e Bacca. Técnico: José Pékerman.

URUGUAI: Muslera, Corujo, Coates, Godín e Gastón Silva; Arévalo Ríos, Sánchez, Cristián Rodríguez (Vecino) e Lodeiro; Suárez e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez.