Inglaterra x França (Foto: ADRIAN DENNIS/AFP)

Eurocopa da França já vai ter a tecnologia (Foto: ADRIAN DENNIS/AFP)

LANCE!
22/01/2016
15:05
Nyon (SUI)

Depois de ser opositora da utilização da tecnologia na linha do gol, principalmente por causa de Michel Platini, presidente que está suspenso, a Uefa aprovou, enfim, a utilização do dispositivo em seus torneios. A primeira competição será a Eurocopa deste ano, que será disputada na França. Pierluigi Colina, membro do Comitê de Árbitros do órgão, já tinha deixado o seu apoio, e agora Gianni Infantino, secretário geral da entidade, confirmou.

- Olhamos seriamente para esta questão, e finalmente decidimos começar com a Eurocopa e, então, levar para a Liga dos Campeões. Agora, vamos analisar como implementar isso - disse o candidato à presidência da Fifa.

Segundo Collina, Platini já estava mudando a sua ideia sobre a tecnologia. Em entrevista durante esta semana ao site da Uefa, o ex-árbitro italiano afirmou que a Uefa já pensa nisso há algum tempo.

- Não aconteceu da noite para o dia. Há cerca de um ano, Michel Platini propôs que investigássemos sobre o possibilidade da implementação trabalhando lado a lado. Ele nos disse que o parecer do Comitê de Árbitros seria decisivo, e ele garantiu que estava aberto à ideia - garantiu Collina.

No entanto, não foi ainda divulgado qual será o dispositivo escolhido pela Uefa. A Fifa utiliza o GoalControl, que esteve na Copa do Mundo do ano passado. Já países como Inglaterra e Alemanha adotaram o Hawk-Eye, o mesmo que é usado em torneios de tênis.

Ao contrário do que costumou ser dito, nenhum desses dois dispositivos utilizam "chip na bola". Mas sim usam câmeras estrategicamente posicionados e garantem se foi gol ou não.