LANCE!
01/04/2016
11:54
Rio de Janeiro (RJ)

O mercado de transferências internacionais do futebol brasileiro foi bastante movimentado em março, sendo apontado pela Fifa como um dos mais ativos do mundo no mês que acabou de terminar. O Brasil está no Top-5 de entrada e saída de jogadores, liderando ainda no montante de receitas geradas por transferências com o exterior.

Os dados da Fifa são baseados nos registros do Transfer Matching System (TMS) e revelam que o mercado brasileiro foi o segundo em entrada de jogadores vindos de fora, perdendo de muito para os Estados Unidos. O Brasil teve 63 transferências internacionais registradas, contra 108 dos EUA. Noruega (61), Suécia (46) e Finlândia (32) completam o "pódio".

No que diz respeito à saída de jogadores para o exterior, o Brasil é vice - apertado - da Inglaterra, que tem 43 transferências no quesito, contra 42 do mercado brasileiro.

Mas o Brasil lidera com folga quando a contabilidade do volume de dinheiro que entrou em caixa é feita. Em março, foram US$ 6,2 milhões (cerca de R$ 22,3 milhões) que entraram no país. Suíça e Letônia, com US$ 1,1 milhão cada, aparecem em segundo.

Um ranking em que o Brasil não aparece é no do volume de gastos em março. Os japoneses, com US$ 4,8 milhões, estão no topo.

Apresentação de Jadson e Luis Fabiano no Tianjin Quanjian (CHN)