Neymar desperdiça cobrança de pênalti contra a Roma (Foto: Pau Barrena / AFP)

Neymar está na final da disputa pela Bola de Ouro (Foto: Pau Barrena / AFP)

RADAR/LANCE!
01/12/2015
07:40
Rio de Janeiro (RJ)

O atacante Neymar vive um momento especial na carreira. Afinal, o atacante se firma a cada dia como estrela principal do Barcelona, além de ser capitão e principal jogador da Seleção Brasileira. Não bastasse os títulos na carreira, ele agora está entre os finalistas da Bola de Ouro da Fifa.


O LANCE! aproveitou este momento importante na carreira do jogador brasileiro para fazer uma retrospectiva desde o início no Santos até os atuais momentos no clube catalão. Confira abaixo a linha do tempo:

 2009
Com apenas 17 anos, Neymar faz sua estreia em jogos oficiais com os profissionais do Santos em duelo contra o Oeste pelo Campeonato Paulista. Uma semana depois, contra o Mogi Mirim, faz seu primeiro gol no time adulto. É a revelação do Estadual, mas não evita a perda do título para o Corinthians. No Brasileiro, seguiu sua evolução e foi destaque do Peixe ao lado do amigo Paulo Henrique Ganso, mesmo com a décima segunda colocação.

2010
Foi o ano que explodiu e se consolidou, realizando partidas fantásticas e levando, ao lado de Ganso e Robinho, ao título paulista e da Copa do Brasil. (com direito a goleadas histórias como o 10 a 0 sobre o Naviraiense) Muitos acreditavam que ele iria para a Copa da África do Sul, mas Dunga, no dia que divulgou a lista final, disse que Neymar ainda não era um jogador para Copa, pois tinha 17 anos. Quando perguntando se no caso de ele ter sido técnico em 1958 não levaria Pelé, Dunga foi pela tangente. "Olha a comparação, o Pelé foi porque era o Pelé. Não dá para comparar Pelé com ninguém". No segundo semestre Neymar seguiu fazendo bons jogos e destacou-se na Série A, quando o Santos terminou em 11º lugar. Além disso, passou a ser chamado com frequência para a Seleção Brasileira. Na estreia, sob a direção de Mano Menezes, fez gol nos Estados Unidos.

2011

Wellington Nem, Thiago Neves e Neymar - Superclássico das Américas (Foto: Mowa Press)
Neymar comanda o Brasil no título do Superclássico das Américas (Foto: Mowa Press)


Já considerado o melhor jogador em atividade no Brasil, Neymar seguiu a trajetória de sucesso e títulos. Foi bicampeão paulista e levou o Peixe ao tri da Libertadores da América, algo que não acontecia desde a época de Pelé. Com o foco no Mundial de Clubes (foi goleado pelo Barcelona na final e foi eleito o terceiro jogador mais valioso do torneio) fez campanha mediana no Brasileiro e terminou em 11º. No entanto, ganhou o Prêmio Puskás pelo golaço feito na partida contra o Flamengo na Vila Belmiro. Seguiu com atuações consistentes na Seleção.

2012
Seguiu sua ascensão individual. No Santos, conquistou o tricampeonato paulista e levou o Peixe à semifinal da Libertadores, quando foi eliminado pelo Corinthians. No Brasileiro, novamente uma campanha de meio de tabela. A Seleção seguia seu processo de preparação para o Mundial de 2014 e criticada pelo desempenho. Neymar era quem se salvava. Foi medalha de prata nas Olimpíadas de Londres.

2013

Neymar
Neymar foi um dos destaques na Copa das Confederações (Foto: Wander Roberto/Vipcomm)


Seus últimos seis meses de Santos foram sem títulos. Perdeu a final do Paulista para o Corinthians e às vésperas da Copa das Confederações foi anunciado pelo Barcelona. Antes de iniciar sua caminhada no clube catalão, foi fundamental na campanha do Brasil no título da competição-teste para a Copa do Mundo. Na Espanha, fez o gol do título da Supercopa da Espanha. Mesmo assim, passou por um período de adaptação ao futebol do Velho Continente.

2014
Segue oscilando com a camisa do Barcelona, mas termina a temporada europeia dando mostras que está no caminho de se consolidar como estrela do clube catalão. Na Copa do Mundo, é um dos poucos destaques do Brasil na campanha do quarto lugar. Não disputa o fatídico jogo contra a Alemanha devido a lesão no jogo anterior contra a Colômbia. No segundo semestre, se mostra um jogador mais constante no Barça e dá sinais que veio de fato para ficar.

2015

Neymar Barcelona (Foto:AFP)
Neymar em premiação no Barcelona (Foto:AFP)


É o ano da sua afirmação como grande astro do futebol mundial. Tem grandes atuações pelo Barcelona, com direito a gols importantes nos títulos espanhol e da Liga dos Campeões. Na Seleção, computa gols, entrando no hall dos maiores artilheiros da história (é o quinto com 46 gols). No entanto, se envolve em confusão na Copa América. No segundo semestre, assume de vez a condição de protagonista do clube catalão devido a lesão de Messi. Tem grandes atuações e já é artilheiro do Campeonato Espanhol.