RADAR/LANCE!
16/03/2016
19:38
Madri (ESP)

A humilhação imposta pelos torcedores do PSV a pedintes na Plaza Mayor, atirando ao chão moedas e notas de euro e rindo do desespero alheio para pegar o dinheiro, não deverá passar em branco. E o caso pode gerar punições não só para os envolvidos, como também para o próprio clube holandês.

Nesta quarta-feira o presidente do PSV, Toon Gerbrands se pronunciou sobre o caso e repudiou o ato.

-  Vamos fazer todo o possível para localizar essas pessoas. Haverá consequências. Nós temos normas e valores. Essas pessoas não pertencem a um clube como o PSV. Esse é um comportamento indigno. Nós nos distanciamos taxativamente do comportamento desses torcedores - disse.


O Movimento contra a Intolerância na Espanha também se manifestou sobre episódio. Em comunicado divulgado, foi pedido providências para a Fiscalização de Delitos do Ódio. Além disso, também quer do Conselho Superior de Desportes a aplicação do código disciplinar da Uefa, que pode responsabilizar até o PSV pelas atitudes de seus fãs.

A embaixada da Holanda na Espanha também emitiu um comunicado lamentando profundamente o ato.

- A Embaixada dos Países Baixos na Espanha lamenta profundamente o ocorrido por parte de alguns torcedores do PSV e nos distanciamos taxativamente do comportamento desses seguidores. Para nós, é importante que os holandeses mostrem um comportamento civilizado e respeitoso no exterior. Que saibamos, foi um incidente provocado por um grupo pequeno que distorce o que deveria ser a festa do futebol. Foi uma grande partida, exemplo de um jogo limpo, que entusiasmou o público. Por esse motivo, condenamos o ocorrido antes da partida .