Braga x Shakthar

Shakhtar (de branco) faz 2 a 1 no Braga, em Portugal, e está com um pé na semifinal da Liga Europa (Foto: AFP)

RADAR/LANCE!
07/04/2016
18:03
Braga (POR)

O Shakhtar obteve o resultado mais relevante da rodada de ida das quartas de final da Liga Europa 2015-16. Nesta quinta-feira, atuando fora de casa, em Portugal, o atual vice-campeão ucraniano derrotou por 2 a 1 o Sporting de Braga e abriu boa vantagem para a partida de volta, na próxima semana, em Donetsk. Caso perca por até 1 a 0, avançará para as semifinais. Para o time bracarense, apenas a vitória interessa. O triunfo por 2 a 1 fará a decisão ir para os pênaltis. Qualquer vitória a partir de 3 a 2 ou dois gols de diferença colocará os bracarenses - vice-campeões da Liga Europa em 2010/11 - nas semis.

O Braga foi superior durante grande parte do jogo. A exceção foi entre os minutos 30 e 40 da etapa final, quando o time sentiu o impacto do segundo gol dos rivais. O Shakhtar marcou com Rakitskiy e Facundo Ferreyra, um em cada tempo. O Braga descontou no fim, com Wilson Eduardo.

O JOGO

O Sporting de Braga buscou sempre o gol e teve a sua melhor chance logo no primeiro minuto, quando Rafa Silva chutou de fora da área e Pyatov fez difícil defesa colocando para escanteio. No restante do primeiro tempo, o time bracarense apertou a marcação, teve maior posse de bola, chutou nove bolas a gol, contra três do rival, mas quase todas em tiros de longe, com pouco perigo. Já o Shakhtar tratou de cadenciar mais o jogo, com os brasileiros Marlos e Taison abertos pelos flancos sendo os alvos dos lançamentos.

Só que aos 44 minutos, o ucraniano abriu o placar. O zagueiro Rakitskiy aproveitou um rebote da defesa do Braga após cobrança de escanteio e, na direita da área, pegou de primeira, cruzado, fazendo 1 a 0.

O Braga voltou mal para a etapa final e por muito pouco não levou o segundo gol nos primeiros minutos. O Shakhtar teve duas chances de ouro, desperdiçadas por Taison (bloqueado na entrada da pequena área) e Malyshev (chutou na pequena área para defesa de Matheus).

Só depois dos sustos foi que o time da cidade mais antiga de Portugal acordou. E teve tudo para empatar num chute de Rafa Silva que bateu no travessão.

A partir daí o duelo ficou aberto, com o Braga lançado no ataque e criando oportunidades perigosas - como um chute cruzado de Pedro Santos  que passou raspando a trave - e o  Shakhtar  aproveitando os contra-ataques. Depois de perder chances com  os brasileiros Ismaily  e Marlos, o time ucraniano chegou ao segundo gol  aos 30 minutos. Depois de um chutão da defesa, Marlos foi ao fundo e tocou para o meio da área, encontrando Facundo Ferreyra sozinho para colocar 2 a 0 no placar.

No fim, aos 43 minutos, mesmo muito desordenado o Braga conseguiu um gol. Wilson, que entrara na etapa final, escorou cruzamento da direita e fechou o placar em 2 a 1, o que aumentou um pouco a esperança da torcida dos portugueses quanto a uma classificação às semis na partida de volta na Ucrânia.