Sergio Ramos reconheceu a luta dos jogadores do Real (Foto: Jose Jordan / AFP)

Sergio Ramos reconheceu a luta dos jogadores do Real (Foto: Jose Jordan / AFP)

LANCE!
04/01/2016
09:17
Valencia (ESP)

Após o tropeço do Barcelona diante do Espanyol no sábado, o Real Madrid tinha tudo para igualar o rival - que tem um jogo a menos - no Campeonato Espanhol e diminuir a vantagem para o Atlético de Madrid, atual líder. Mas os Merengues ficaram no 2 a 2 com o Valencia, o que volta a colocar pressão no técnico Rafa Benítez.

O Real ficou em vantagem por duas vezes, mas cedeu o empate para o Valencia. Capitão do time, o zagueiro Sergio Ramos defendeu o treinador, afirmando que ele tem crédito no comando da equipe da capital espanhola.

- Creio que ele tenha crédito. Ele tem a confiança dos jogadores. Está claro que fizemos uma partida de muita intensidade. Por circunstâncias de jogo não conseguimos mais do que um empate. É complicado saber que por instantes tivemos a vitória nas mãos - disse Sergio Ramos, ao jornal "Marca".

A expulsão de Kovacic, aos 23 minutos do segundo tempo, também prejudicou o Real Madrid. Para Sergio Ramos, a entrega dos jogadores após ficar com um a menos deixou-o orgulhoso.

- Quando ficamos com um a menos, o esforço foi enorme e sofremos muito. Mas não faltou caráter e orgulho para defender a camisa. Queríamos começar o ano de outra forma, mas não deu.


Benzema e Gareth Bale fizeram os gols do Real Madrid no empate com o Valencia. No próximo sábado, os Merengues recebem no Santiago Bernabéu o Deportivo La Coruña.