Ucrânia x Espanha - gol da Espanha (Foto: Genya Savilov/AFP)

Espanha enfrenta a Bélgica nesta terça-feira, em jogo marcado por muita tensão (Foto: Genya Savilov/AFP)

LANCE!
16/11/2015
14:44
Bruxelas (BEL)

Na véspera do amistoso contra a Bélgica, a seleção espanhola foi impedida de deixar o hotel onde está hospedada, em Bruxelas. Na verdade, a delegação só pode sair para realizar um treinamento logo mais e na hora do jogo desta terça-feira. Vale lembrar que a cidade passa por um "pente fino" das autoridades franceses na busca pelos responsáveis dos atentados terroristas contra Paris, na última sexta-feira. Para aumentar o clima de tensão, nesta segunda-feira, a capital belga amanheceu com um alerta de bomba a 2,5 quilômetros do local que abriga a Fúria.

Segundo a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), a ordem foi motivada por motivos de segurança. Os campeões mundiais de 2010 desembarcaram na Bélgica com proteção militar em virtude da ameaça de ataques terroristas.


A polícia francesa está cada vez mais convencida de que os atentados foram preparados na Bélgica. Nesta segunda-feira, Salah Abdeslam foi detido no bairro de Molebeek. Ele é suspeito de ter alugado um carro utilizado no ataque à casa de shows parisiense Bataclan.

De acordo com o jornal "AS", no estádio, o público estará sujeito a medidas de exceção, como a proibição de mochilas, malas e sacos. Quem portar os pertences não terá como reavê-los depois.

Com alerta vermelho por conta do ocorrido na França, Bélgica e Espanha se enfrentam nesta segunda-feira, em amistoso, às 17h45 (horário de Brasília).

Números oficiais apontam 132 mortes nos ataques a Paris. O premiê do país, Manuel Valls, confirmou a possibilidade de novas ações terroristas para o futuro.