Cruyff

Johan Cruyff faleceu nesta quinta-feira, aos 68 anos, vítima de um câncer no pulmão (Foto: Barcelona)

Hugo Mirandela
24/03/2016
15:44
Rio de Janeiro (RJ)

O mundo do futebol amanheceu de luto nesta quinta-feira com a morte de Johan Cruyff. Diversas personalidades do esporte lamentaram o falecimento do ex-craque holandês, que faleceu aos 68 anos, vítima de um câncer no pulmão. Uma delas foi Ronaldo Fenômeno, que atuou três anos na Holanda e viu o quanto o ex-camisa 14 da Laranja Mecânica era idolatrado. Ele disse que o ex-jogador era um ídolo e classificou a perda como lastimável.

- Uma perda lastimável. Eu estive jogando três anos na Holanda e o Johan Cruyff realmente é um grande cara, foi um grande ídolo. O mundo do futebol hoje está de luto pelo grande campeão que se foi – disse o Fenômeno, nesta quinta-feira, durante a inauguração da Ronaldo Academy (rede de academias de futebol do ex-jogador), na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Considerado por muitos como um revolucionário no futebol, Cruyff começou a sua carreira no Ajax em 1964. Em nove anos no clube, o ex-craque ganhou foi multicampeão, destacando oito títulos do Campeonato Holandês e três Liga dos Campeões. Pelo Barcelona, como jogador, conquistou o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei.

Quando encerrou a sua carreira, treinou o clube catalão e conduziu a equipe a quatro canecos do Espanhol e ao primeiro título da Liga dos Campeões, em 1992.