icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/08/2015
14:57

A Juventus parece que começou a temporada no volume morto. Após derrota para a Udinese na estreia, a Velha Senhora voltou a sofrer novo revés no Campeonato Italiano. Neste domingo, no Estádio Olímpico, a atual tetracampeã perdeu para a Roma por 2 a 1, em duelo válido pela segunda rodada do Calcio.

Com o resultado, a Velha Senhora, acostumada a campanhas avassaladoras, chega à zona da confusão da competição, sem nenhum ponto. Já a Roma ocupa a sétima colocação, com quatro.

A fase da Juventus é tão negativa que o goleiro Rubinho, terceiro reserva da equipe, conseguiu ser expulso por reclamação, sentado no banco de reservas dos visitantes.

Dentro das quatro linhas, o lateral-esquerdo Evra, com dois cartões em menos de cinco minutos, também contribuiu para o desastre dos Bianconeri na Cidade Eterna.

A Roma desequilibrou a partida aos 16 minutos da segunda etapa, com uma linda cobrança de falta de Pjanic.

O time da capital italiana se aproveitou das falhas de organização da Juventus e chegou ao segundo gol, aos 34 minutos, numa cabeçada mortal do atacante Dzeko, contratado nesta janela de transferências.

No fim do clássico, teve até direito a "olé" no time de Turim, que, com com Dybala, descontou o prejuízo.

A Juventus parece que começou a temporada no volume morto. Após derrota para a Udinese na estreia, a Velha Senhora voltou a sofrer novo revés no Campeonato Italiano. Neste domingo, no Estádio Olímpico, a atual tetracampeã perdeu para a Roma por 2 a 1, em duelo válido pela segunda rodada do Calcio.

Com o resultado, a Velha Senhora, acostumada a campanhas avassaladoras, chega à zona da confusão da competição, sem nenhum ponto. Já a Roma ocupa a sétima colocação, com quatro.

A fase da Juventus é tão negativa que o goleiro Rubinho, terceiro reserva da equipe, conseguiu ser expulso por reclamação, sentado no banco de reservas dos visitantes.

Dentro das quatro linhas, o lateral-esquerdo Evra, com dois cartões em menos de cinco minutos, também contribuiu para o desastre dos Bianconeri na Cidade Eterna.

A Roma desequilibrou a partida aos 16 minutos da segunda etapa, com uma linda cobrança de falta de Pjanic.

O time da capital italiana se aproveitou das falhas de organização da Juventus e chegou ao segundo gol, aos 34 minutos, numa cabeçada mortal do atacante Dzeko, contratado nesta janela de transferências.

No fim do clássico, teve até direito a "olé" no time de Turim, que, com com Dybala, descontou o prejuízo.