LANCE!
21/11/2015
18:43
Madri (ESP)

Assim que o apito final marcou o fim da goleada do Barcelona em cima do Real Madrid dentro do Santiago Bernabéu, a repercussão mundial do jogo foi imediata. E com os mais diversos pontos de vista. Na Catalunha, a "sinfonia" dos culés foi exaltada, enquanto na capital espanhol os sites decretaram crise e ruínas dos Merengues.

O site do "AS" publicou que o Real Madrid arde em fogueira. Que encomendou o seu projeto com um técnico que devia trazer modernidade, e acabou atropelado pelo Barcelona. Só restavam lágrimas de impotência e falta de esperança. Também da capital, o "Marca" estampou "crise real" em sua manchete. Na crônica, lembrou que o técnico Rafa Benítez, madridista de infância, sempre sonhou em comandar o time no clássico lotado. Mas acabou traindo a si mesmo, escalando um time que ele nunca tinha comandado. E ainda decretou: Ou Benítez não sabe treinar o Real, ou os jogadores não querem que Benítez os treine.

Nos jornais catalães, muita festa. O "Mundo Deportivo" exaltou a sinfonia espetacular do Barça e o concerto de vaias ao Real Madrid. Na crônica, lembrou de uma frase recente de Luis Enrique, que disse que dorme como os anjos. Lembrou que vai fazer isso novamente neste sábado. O "Sport" disse que o Barça destroçou os Merengues e que afundou os rivais em uma crise após uma goleada de escândalo.

Fora da Espanha, o "Olé", da Argentina, deixou o resultado em segundo plano e celebrou o retorno de Messi, que estava lesionado há praticamente dois meses. Em Portugal, o "Record" lembrou que o Barça foi superior durante o jogo todo e que humilhou os rivais. Este último termo foi também utilizado pelo jornal de mesmo nome, mas do México, e pelo Corriere dello Sport, da Itália.

Na Inglaterra, o site da rede BBC exaltou os dois gols de Suárez, que jogou pelo Liverpool. No "Daily Mail", a página do tablóide na internet exaltou, além do uruguaio, Neymar e Iniesta, e disse que o Real Madrid de Rafa Benítez está "sofrível".