Raffael é a esperança de gols do Mönchengladbach (Foto: AFP)

Raffael é a esperança de gols do Mönchengladbach (Foto: AFP)

Mário Boechat
15/08/2016
14:58
Berna (SUI)

O Borussia Mönchengladbach faz nesta terça-feira um dos jogos mais importantes da temporada. A equipe alemã visita o Young Boys, da Suíça, no primeiro jogo dos playoffs da Liga dos Campeões, que dá uma vaga ao vencedor na fase de grupos do torneio.

O brasileiro Raffael, um dos destaques do time germânico, sabe que o Gladbach terá problemas contra o Young Boys, que eliminou o Shakhtar Donetsk nos pênaltis na fase anterior. O meia-atacante atuou pelo Chiasso e Zurich, ambos da Suíça.

- Eu conheço bem o Young Boys, pois eu atuei no futebol suíço logo no meu começo de carreira na Europa. Tenho boas recordações daquela época, inclusive fazendo gols, assistências e contribuindo de alguma forma pra um bom desempenho da minha equipe. Esses gols e assistências, enfrentando o Young Boys, aconteceram no mês de agosto dos anos 2005, 2006 e 2007. Coincidentemente vou enfrentar o Young Boys mais uma vez nesse mês, mas agora vestindo a camisa do Borussia Mönchengladbach - disse o brasileiro, ao LANCE!.

- É um jogo que não vai ser fácil. A gente precisa encarar como se fosse uma final, pois é a nossa chance de entrar na fase de grupos da Liga dos Campeões. Vamos fazer de tudo pra conseguir passar pra próxima fase.

No sorteio, o Borussia Mönchengladbach fugiu de equipes mais tradicionais, como Manchester City, Roma e Porto. Apesar disso, Raffael não crê que enfrentar o Young Boys tenha sido sorte.

FOTOS - Veja imagens da carreira do brasileiro Raffael (Foto: AFP)
Raffael é um dos destaques do time(Foto: AFP)

- É verdade que não vamos pegar uma equipe consagrada do futebol mundial. Mas eu conheço muito bem o valor da equipe adversária. Jogar lá não é fácil. Mas estamos preparados pra isso.

O Borussia Mönchengladbach ficou em quarto lugar no Campeonato Alemão e, por isso, terá que participar dos playoffs da Liga dos Campeões. Para o brasileiro Raffael, a equipe tinha condições de ter ficado em melhor colocação, principalmente após um início de temporada bastante irregular.

- Tivemos um começo de temporada bem difícil na Bundesliga. Pra nossa surpresa, nada estava dando certo pra gente na competição, e sofremos cinco derrotas consecutivas. Até que mais na frente embalamos uma série de ótimos resultados e voltamos a brigar no alto da tabela, algo que o time imaginava que faria no começo. Se estamos aqui é em razão da nossa volta por cima. Lógico que gostaríamos de já estar na fase de grupos, mas ficamos satisfeitos com aquilo que conquistamos na temporada passada (vaga para os playoff), principalmente em razão do início difícil. Mas, não queremos ficar só com o gostinho de, por assim dizer, quase ter participado da Liga dos Campeões - finalizou.