Romildo Bolza Jr. - Presidente do Grêmio (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Romildo Bolza Jr. ficará satisfeito com o empate no Gre-Nal 408 (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

LANCE!
19/07/2016
17:00
Montevidéu (URU)

Dirigentes de clubes do continente se reuniram nesta terça-feira em Montevidéu, no Uruguai, e deram o pontapé inicial na Liga Sul-Americana de Clubes.

O estatuto da entidade foi aprovado e a diretoria foi eleita, tendo como presidente Daniel Angelici, do Boca Juniors, e o primeiro vice-presidente Romildo Bolzan, do Grêmio.

- Aprovamos o estatuto, que é um marco para o funcionamento da Liga. Elegemos autoridades e a partir de hoje vamos requerir uma reunião com a Conmebol. Nossa intenção é que se faça antes da Copa Sul-Americana - disse Angelici, em coletiva na capital uruguaia.

Brasil e Argentina serão maioria na composição do Comitê Executivo da Liga, com duas cadeiras cada um (River, Boca, Cruzeiro e Grêmio). Os outros países do continente terão um assento, totalizando 12 membros.

- Estivemos falando muito. Foi o consenso. Os companheiros presidentes entenderam que era o melhor - completou o presidente do Boca, ressaltando que o desejo do bloco não é organizar competições, mas ficar de olho no dinheiro que entra na Conmebol:

- Não vemos disputar espaço político. Queremos controlar e saber os números que entram na Conmebol. E como eles são distribuídos, os gastos que tem a Conmebol.

Vários clubes brasileiros não estiveram na reunião desta terça. Entre os que foram está, além de Cruzeiro e Grêmio, o Flamengo.

A próxima reunião da Liga está prevista para o dia 19 de agosto, em Buenos Aires.