Braga x Shakthar

Shakhtar Donetsk se classifica para as semifinais com goleada sobre o Braga (Foto: Divulgação)

RADAR/LANCE!
14/04/2016
17:53
Lviv (UCR) 

O croata Srna e o português Ricardo Ferreira foram os personagem da vitória por 4 a 0 do Shakhtar Donetsk sobre o Braga, nesta quinta-feira, que resultou na classificação dos ucranianos para as semifinais da Liga Europa. Afinal, na partida em que tornou-se o jogador com mais partidas disputadas pela equipe (486) e foi muito homenageado pela torcida, Srna cobrou o pênalti que resultou no primeiro gol do jogo, iniciou a jogada do segundo gol e deu a assistência para o terceiro. Já Ricardo Ferreira saiu como o bandido. Marcou dois gols contra, o segundo e o quarto do jogo.  

Como vencera por 2 a 1 em Portugal, o placar agregado ficou 6 a 1 para o time ucraniano, que mandou a partida na cidade de Lviv, a 1.300km de Donestk, a cidade-sede do Shakhtar, que por causa do conflito entre Rússia-Ucrânia não vem recebendo jogos (a cidade fica próxima da fronteira).

O Jogo

Depois de perder em casa a partida de ida por 2 a 1, o Braga não tinha outra solução, a não ser partir para o ataque. E foi o que fez um bom início de jogo, forçando a marcação e com maior domínio de bola e lamentando a não marcação de um pênalti a seu favor aos 15 minutos, quando numa jogada pela esquerda, Boly invadiu a área e foi derrubado, mas o árbitro considerou a jogada normal.

Aos 25 minutos, após uma falha de Marcelo Goiano, que furou a bola, Kovalenko recebeu pela esquerda e, dentro da área, foi derrubado por Matheus. Srna cobrou e abriu o placar. Este foi seu gol 48 pela equipe em 486 jogos.

O Braga se perdeu nos minutos seguintes e por milgare não levou o segundo gol aos 29, quando Facundo Ferreyra recebeu livre pela direita e tocou por cobertura. Mas a bola bateu na trave. O Shakhtar terminou o primeirio tempo tocando bola e aguardando algum erro de marcação do Braga para tentar ampliar. E foi o que ocorreu aos 41 minutos. Taison tocou para Ismaily que cruzou. Kovalenko, sem o goleiro na jogada, furou. Felizmente para os ucranianos, Srna cruzou novamente para a área, a bola passou por dois jogadores do Shakhtar e bateu no zagueiro Ricardo Ferreira, que marcou contra.

No segundo tempo, o Shakhtar continuou em cima. Antes dos dez minutos arriscou quatro chutes a gol contra nenhum do nocauteado rival português e chegou ao 3 a 0 aos cinco minutos: Srna encontrou Kovalenko bem colocado e este finalizou para as redes.

Daí em diante tudo que o Braga queria era o fim do jogo, pois foi totalmente massacrado por um rival que perdeu várias chances de gol, mas ainda conseguiu ampliar aos 29 minutos. Os  brasileiros Taison e Marlos infernizaram a defesa bracarense e o primeiro cruzou para  o argentino Facundo Ferreyra, que infiltrava pela esquerda. Só que o zagueiro Ricardo Ferreira tentou tirar e marcou o seu segundo gol contra na partida.