LANCE!
14/03/2016
17:08
Manchester (ING)

O Dínamo de Kiev visita o Manchester City nesta terça-feira e tem uma missão praticamente impossível. Além de ter que reverter um resultado de 3 a 1, já que perdeu a ida em casa, terá sete desfalques, além de uma dúvida. No Etihad Stadium, a equipe inglesa tem tudo para alcançar uma vaga inédita nas quartas de final do torneio.

Nos últimos dois anos, o Manchester City caiu nas oitavas de final. Em ambas as ocasiões, foi eliminado pelo Barcelona. Desta vez, o sorteio foi mais "amigável" e os ingleses já deixaram a vaga encaminhada na Ucrânia. Manuel Pellegrini, que está em sua última temporada no clube, analisou a evolução.

- Acho que melhoramos, pois desde que cheguei, só chegamos nas oitavas de final. Duas vezes nos últimos dois anos. Nesses anos melhoramos um pouco mais, pois ganhamos o nosso grupo e temos boas chances de passar - disse Pellegrini, que pediu ao time não entrar achando que já está classificado:

- O mais importante é sabermos que não estamos classificados ainda. Jogamos contra um grande time, que sabe como jogar esse tipo de partida. Começa 0 a 0 e tentaremos ser melhores que o Dínamo. Vamos com força máxima.

Do outro lado, o técnico Serhiy Rebrov não jogou a toalha e pediu calma. O treinador não terá sete jogadores, inclusive o brasileiro Júnior Moraes, além de Danilo Silva, que é dúvida. Além disso, por causa do calendário diferente e do frio extremo no país, o Dínamo de Kiev jogou apenas quatro vezes em 2016. Mesmo assim, ele vê chances.

- Vamos tentar controlar os nervos. Se conseguirmos isso, podemos ter uma chance. Se os garotos estiverem calmos, vão criar chances. Vamos lutar pelo resultado, independente do resultado da ida - garantiu o treinador.

FICHA TÉCNICA
MANCHESTER CITY x DÍNAMO DE KIEV


Local: Etihad Stadium, em Manchester (ING)
Data-hora: 15/03/2016, às 16h45 (de Brasília)
Árbitro: Ovidiu Haţegan (ROM)
Auxiliares: Octavian Șovre (ROM) e Sebastian Gheorghe (ROM)

MANCHESTER CITY: Hart, Sagna, Kompany, Otamendi e Clichy; Fernandinho, Yaya Touré, Navas (Fernando), Silva e Sterling; Aguero. Técnico: Manuel Pellegrini
DÍNAMO DE KIEV: Shovkovskiy, Vida, Khacheridi, Dragovic e Antunes; Miguel Veloso, Buyalskiy, Garmash, Yarmolenko e Gusev; Teodorczyk. Técnico: Serhiy Rebrov