LANCE!
21/04/2016
14:39
Liverpool (ING)

Um dos grandes jogadores da história do Liverpool, o ex-atacante Michael Owen, que se aposentou em 2013 após uma temporada pelo Stoke, foi oficializado nesta quinta-feira como o primeiro embaixador internacional dos Reds. Apesar de ser um grande ídolo para parte da torcida, para uma outra fatia ele é considerado traidor, e sua nomeação chegou a ser bastante criticada.

- Como um torcedor do Liverpool, estou honrado e animado em ser convidado para ter essa responsabilidade internacional pelo clube. O Liverpool tem a maior família do mundo no futebol e é ótimo para mim representar o clube de forma oficial novamente - disse Owen ao site oficial dos Reds.

Porém, a notícia não foi muito bem digerida pela torcida do Liverpool. Rapidamente, o tuíte do clube que publica a informação recebeu diversas mensagens, e a grande maioria de forma negativa, lembrando de sua passagem pelo Manchester United.

Owen chegou ao Liverpool ainda criança e se profissionalizou em 1996, há 20 anos. Surgiu como prodígio e chegou até a concorrer à Bola de Ouro de 2001, e em 2004 foi para o Real Madrid. No clube espanhol, foi bem, tem bons números, mas ficou frustrado por não conseguir barrar Raúl. Quis retornar aos Reds, mas Rafa Benítez queria contar com ele apenas por empréstimo.

O negócio não aconteceu, e Owen foi para no Newcastle, aonde teve a lesão mais grave da carreira. Ficou nos Magpies de 2005 a 2009, e enfim foi para o Manchester United, maior rival do time em que surgiu para o futebol. Para a fúria da torcida do Liverpool. Principalmente por lá ter conquistado o Campeonato Inglês, o que não conseguiu pelos Reds.

A grande maioria dos comentários reprova o retorno de Owen. Muitas publicações chamando o ex-craque de cobra, rejeitando a sua chegada, além de várias fotos do antigo atacante com o troféu da Premier League pelos Red Devils. Muita exaltação também a Gerrard, que é da mesma geração, e recusou ofertas de outros clubes europeus, deixando o Liverpool apenas no fim da carreira para atuar nos Estados Unidos.