icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/08/2015
15:04

O zagueiro Otamendi, anunciado nesta quinta-feira como novo reforço do Manchester City, escreveu uma carta ao Valencia, seu ex-clube, dizendo que 'nunca quis prejudicá-lo'. O argentino não entrou em campo pelo time espanhol na quarta, no jogo de ida dos playoffs da Liga dos Campeões, contra o Monaco, pois a negociação estava prestes a ser confirmada.

- Infelizmente eu não poderia manejar minha situação em muitas vezes, mas eu nunca quis prejudicar o Valencia. Agradeço a possibilidade de jogar em um grande clube da Espanha e com muita história. Sempre fui prudente nas minhas atitudes e profissionalmente fui honesto com tudo - disse o jogador.

Durante a última temporada, Otamendi havia manifestado o desejo de sair do Valencia para um time de maior porte no futebol europeu. O Manchester United, por muitas vezes, havia manifestado o desejo de contar com ele, mas não chegou a fazer uma proposta concreta, uma vez que os "Che" só aceitaram o valor da multa rescisória, de 50 milhões de euros (R$ 198,2 milhões).

O argentino, de 27 anos, também lembrou dos ex-companheiros de Valencia, da torcida e do técnico Nuno Espírito Santo.

- Desde o primeiro dia eu senti o apoio e amor de todos os valencianos. Hoje estou indo embora, mas espero ter jogado à altura desta camisa. Sempre tentei deixar a pele e alma por essas cores. Serei sempre eternamente grato.

Otamendi foi contratado pelo Manchester City, que pagou ao Valencia 34 milhões de libras (R$ 185,5 milhões). Ele assinou por cinco temporadas. Na Inglaterra, ele disputará posição com Demichelis e Mangala, uma vez que Kompany é considerado titular absoluto.

O zagueiro Otamendi, anunciado nesta quinta-feira como novo reforço do Manchester City, escreveu uma carta ao Valencia, seu ex-clube, dizendo que 'nunca quis prejudicá-lo'. O argentino não entrou em campo pelo time espanhol na quarta, no jogo de ida dos playoffs da Liga dos Campeões, contra o Monaco, pois a negociação estava prestes a ser confirmada.

- Infelizmente eu não poderia manejar minha situação em muitas vezes, mas eu nunca quis prejudicar o Valencia. Agradeço a possibilidade de jogar em um grande clube da Espanha e com muita história. Sempre fui prudente nas minhas atitudes e profissionalmente fui honesto com tudo - disse o jogador.

Durante a última temporada, Otamendi havia manifestado o desejo de sair do Valencia para um time de maior porte no futebol europeu. O Manchester United, por muitas vezes, havia manifestado o desejo de contar com ele, mas não chegou a fazer uma proposta concreta, uma vez que os "Che" só aceitaram o valor da multa rescisória, de 50 milhões de euros (R$ 198,2 milhões).

O argentino, de 27 anos, também lembrou dos ex-companheiros de Valencia, da torcida e do técnico Nuno Espírito Santo.

- Desde o primeiro dia eu senti o apoio e amor de todos os valencianos. Hoje estou indo embora, mas espero ter jogado à altura desta camisa. Sempre tentei deixar a pele e alma por essas cores. Serei sempre eternamente grato.

Otamendi foi contratado pelo Manchester City, que pagou ao Valencia 34 milhões de libras (R$ 185,5 milhões). Ele assinou por cinco temporadas. Na Inglaterra, ele disputará posição com Demichelis e Mangala, uma vez que Kompany é considerado titular absoluto.