Barcelona x Atlético de Madrid

Suárez marca o gol da virada e dá um alívio ao Barcelona contra o Atlético (Foto: AFP)

Santi  Nolla, editor do 'Mundo Deportivo'
31/01/2016
22:05
Barcelona (ESP)

O Barcelona dá a sensação de que esquece que está jogando. Na partida mais decisiva do ano até o momento, o time blaugrana ganhou do seu rival imediato, o Atético de Madrid, por 2 a 1. Isso era o importante. Colocar três pontos de vantagem na tabela com uma rodada a menos. Mas o Colchonero jogou um partidaço, com 11, com 10 e com 9 em campo.

Não é fácil jogar contra o Atlético de Diego Simeone, que não abandona em nenhum momento seu estilo e por isso é sempre muito perigoso. O treinador comentou na entrevista coletiva que estava orgulhoso até mesmo dos jogadores que foram expulsos (Filipe Luis e Godín). Mas ambos cometeram erros graves que prejudicaram a equipe.

O Barça só foi letal quando se sentiu ameaçado. Em apenas 15 minutos resolveu a partida, com gols de Messi e Suárez. Os Blaugranas impuseram mais velocidade, controle da posse de bola para desorganizar a defesa adversária. Com o resultado contra e sem dois jogadores, o Atlético deixou de ser letal, no entanto, ainda rondou o gol de Bravo em um lance que poderia igualar o marcador.

Psicologicamente, os jogadores do Barça deveria viajar até a partida contra o Athletic Bilbao no Camp Nou. Naquela ocasião, uma expulsão do adversário significou uma goleada. Mas não é o mesmo. O Atlético é a equipe que melhor defende na Liga Espanhola. E faz estupendamente.