RADAR/LANCE!
12/06/2016
20:46
Houston (EUA)

México e Venezuela foram perfeitos até este momento na Copa América. As duas seleções venceram Jamaica e Uruguai e conseguiram a classificação antecipada para as quartas de final. O jogo desta segunda-feira, em Houston, às 21h (de Brasília), contudo, vale muito mais que a liderança do Grupo C.

Quem vencer o duelo termina em primeiro lugar e foge da Argentina, que só por um milagre não passaria como líder do Grupo D. Os mexicanos, neste ponto de vista, largam em pequena vantagem, pois o empate é suficiente para terminar como melhor time do Grupo C. Além disso, terá a maioria da torcida na casa do Houston Texans.

Contudo, o técnico Carlos Osório garantiu que sua equipe está preparada para enfrentar não só a Venezuela, como a própria Argentina em um eventual encontro no futuro próximo.

- A equipe está preparada para jogar com a Venezuela, como também estaria se o rival fosse a Argentina. Nos preparamos sempre para enfrentar grandes adversários e vencer - declarou.

A única mudança do México deverá ser no gol, com Corona tendo uma oportunidade como titular. Fica a expectativa também para Chicharito Hernandéz se tornar o maior goleador da história da seleção. Atualmente ele possui 44 gols, um a menos que Borgetti.

Já a Venezuela, que atualmente é a lanterna das Eliminatórias Sul-Americanas, chega ainda mais confiante para o duelo. A equipe do técnico Rafael Dudamel poderá ter apenas um problema em relação aos dois jogos anteriores: Rosales se machucou no início da partida contra o Uruguai e pode não participar do duelo.

A dupla Rondón e Peñaranda são as esperanças de jogadas criativas e perigo de gol por parte dos venezuelanos.