Fernando Canesin - Oostende (Foto: Divulgação)

Fernando Canesin marcou cinco gols pelo Oostende no Campeonato Belga (Foto: Divulgação)

Mário Boechat
13/01/2016
10:58
Oostende (BEL)

Lionel Messi faturou na segunda-feira o prêmio de melhor do mundo da Fifa, batendo Cristiano Ronaldo e Neymar. Agora, o foco está voltado para a Bélgica. Um brasileiro está cotado para faturar a Bola de Ouro do futebol no país. Fernando Canesin, meia do Oostende, é um dos favoritos ao troféu - que será entregue nesta quarta -,  promovido pela emissora "VTM", que faz a premiação dos destaques da Liga Belga na temporada. 

A votação é feita pela internet, e Canesin está bem cotado. Os dez primeiros participarão de uma outra etapa e passarão pelo crivo dos jornalistas que cobrem o futebol na Bélgica, para decidir o melhor jogador de 2015.

Fernando Canesin defende o Oostende, pequeno clube belga. Por não estar entre os principais times do país, o brasileiro exalta ainda mais o feito.

- Foi uma surpresa porque geralmente são só jogadores dos grandes clubes que são os mais votados. Estou ansioso para saber qual será o resultado. Essa é uma votação dos torcedores e depois os jornalistas que acompanham o Campeonato Belga irão votar também. Se eu ficar entre os dez, ser lembrado jogando aqui no Oostende, já será uma vitória para mim. Sou o único brasileiro entre os melhores - comentou.

O meia, natural de Ribeirão Preto, em São Paulo, mostrou-se feliz com o rendimento do Oostende nesta temporada. São 21 partidas na temporada, com 11 vitórias, cinco empates e cinco derrotas, e a quarta colocação na Jupiler League, a Primeira Divisão belga. Canesin disputou todos os jogos (20 como titular), marcando cinco gols.

Fernando Canesin - Oostende (Foto: Divulgação)
Fernando Canesin é o destaque do Oostende (Foto: Divulgação)

- O Oostende ainda está crescendo. Desde o começo do campeonato, estamos fazendo belas partidas contra as grande equipes, como Anderlecht, Standard Liege, Club Brugge. É a minha terceira temporada aqui. No primeiro ano lutamos para permanecer na Primeira Divisão, na segundo foi mais para se manter na elite em melhores condições. Agora, com a troca do treinador, que chegou com uma filosofia diferente, e novos jogadores no elenco, estamos na parte de cima da tabela. Essa mudança ajudou no crescimento do meu futebol e também na evolução do time.

Canesin chegou à Bélgica em outubro de 2009 para testes no Anderlecht e foi aprovado. Em dezembro, voltou ao Brasil e disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior. No fim da competição, foi contratado em definitivo pelo clube belga, onde permaneceu até 2013, quando chegou ao Oostende.

O meia acredita que não foi um retrocesso deixar o Anderlecht para assinar com um time de menor porte na Bélgica.

- Quando saí do Anderlecht, todo mundo disse que foi bom para mim dar um passo atrás para avançar mais na frente. Mas vendo a situação como está agora, acabou que não houve um passo atrás. Nos dois jogos que tivemos contra o Anderlecht, vencemos em casa e empatamos fora. Conforme o Oostende está crescendo e o presidente investindo bem, tem tudo para melhorar ainda mais - disse Canesin, para explicar o motivo de ter deixado o Anderlecht:

- Na temporada 2011/2012, joguei praticamente toda a temporada e o Anderlecht foi campeão belga. Mas houve a mudança no comando. O treinador que chegou trouxe três jogadores de sua confiança e fiquei sem espaço. Praticamente não atuei na temporada seguinte. Foi quando decidi sair do Anderlecht para ir para o Oostende.