Eva Carneiro era chefe do departamento médico do Chelsea (Foto: AFP)

Eva Carneiro era chefe do departamento médico do Chelsea (Foto: AFP)

LANCE!
02/11/2015
17:04
Londres (ING)

Se não bastasse o fraco rendimento do Chelsea dentro de campo, o técnico José Mourinho terá que se preocupar com o ambiente fora das quatro linhas. A médica Eva Carneiro, que foi afastada pelo clube a pedido do treinador (depois pediu demissão), entrou com processo individual contra o comandante, separado da sua reclamação judicial contra os Blues.

A médica deixou o clube em setembro. Mourinho se irritou com o departamento médico do Chelsea, liderado por Eva, em um jogo contra o Swansea, pelo Campeonato Inglês. O duelo estava empatado em 2 a 2, quando o belga Hazard estava caído no gramado. Os profissionais retiraram o meia de campo para iniciar o atendimento. O treinador, então, ficou furioso, alegando que o problema do jogador não era sério e que o time ficaria ainda mais desfalcado, uma vez que Courtois havia sido expulso. Mourinho chegou a ser flagrado por pela TV inglesa "Sky Sports" chamando a médica de 'filha da p...'.

Os advogados de Eva deverão solicitar indenização em dinheiro do Chelsea não apenas pela quebra de contrato e a perda do salário, mas também por abuso verbal sofrido pela médica com as críticas feitas por Mourinho.

Ainda enquanto trabalhava no Chelsea, a médica foi alvo de declarações do ex-namorado. Ele foi à imprensa falar que ela era ninfomaníaca e que já teria feito sexo com atletas do elenco londrino, entre eles o brasileiro Oscar.