Eva Carneiro era chefe do departamento médico do Chelsea (Foto: AFP)

Eva Carneiro era chefe do departamento médico do Chelsea na temporada passada (Foto: AFP)

LANCE!
06/06/2016
15:00
Londres (ING)

O julgamento da ação movida por Eva Carneiro contra o técnico José Mourinho teve início nesta segunda-feira, na Inglaterra. A ex-médica do Chelsea acusa o novo treinador do Manchester United de ameaça e discriminação. Os dois trabalharam juntos nos Blues durante a última temporada.

De acordo com o jornal "Evening Standard", a advogada de Carneiro afirma que Mourinho chamou a cliente de "filha da p*".


Já o treinador afirma que a expressão é utilizada com frequência durante os jogos e não tem nenhuma conotação sexista.

- Eva não estava em campo naquele momento - se defendeu Mourinho.

De acordo com a publicação, a médica espanhola rechaçou uma proposta de 1,2 milhão de libras (R$ 6 milhões) para encerrar o assunto de forma amistosa.

A polêmica com José Mourinho começou durante um jogo do Chelsea, quando a médica foi socorrer o belga Hazard, que havia se machucado nos minutos finais do jogo contra o Swansea. O técnico ficou irritado quando Eva tirou o meia de campo para o atendimento, uma vez que o Chelsea já estava com um jogador a menos após a expulsão de Courtois.

Diante dos fatos, Eva Carneiro decidiu abandonar os Blues, entrando com um processo contra o clube e José Mourinho.