Apresentação Manchester City x Barcelona Liga dos Campeões

Manchester City recebe o Barcelona no Etihad Stadium

LANCE!
31/10/2016
18:02
Manchester (ING)

Decisão! Assim o Manchester City está tratando o duelo desta terça-feira, às 17h45 (de Brasília), contra o Barcelona, no Etihad Stadium. O confronto, válido pela quarta rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, é fundamental para os planos dos Citizens de alcançar uma vaga nas oitavas de final.

Isso porque o Manchester City tem apenas quatro pontos em três jogos e vê o Borussia Mönchengladbach na cola no Grupo C. O time alemão tem três e encara o lanterna Celtic, que somou apenas um. Já o Barcelona lidera com 100% de aproveitamento e nove pontos.

- Os três pontos me dariam mais tempo para trabalhar. É uma final para nós. Para eles, não. Só faltam três jogos - disse Pep Guardiola, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, véspera da partida diante dos catalães.


No último sábado, o Manchester City goleou o West Bromwich por 4 a 0, fora de casa, e quebrou uma sequência negativa de seis jogos sem vitória - a pior da carreira do treinador. Apesar da goleada, Guardiola acredita que a equipe está longe do ideal.

Guardiola - Manchester City
Guardiola precisa da vitória nesta terça-feira (Foto: Oli Scarff / AFP)

- Em três meses é impossível estar perto de onde se pretende. Gostaria de estar mais perto, mas precisamos de mais tempo.

Na Liga dos Campeões, o City sofreu goleada impiedosa do Barcelona há duas semanas por 4 a 0, no Camp Nou. Sem Bravo, expulso na Espanha, Guardiola não vê o novo duelo diante dos catalães como revanche.

Bravo - Manchester City
Bravo é desfalque contra o Barcelona (Foto: Oli Scarff / AFP)

- Vamos tentar outra vez, como fizemos quando ainda estavam 11 contra 11 no Camp Nou, sabendo que é um time muito forte e que nos obriga a jogar de forma quase perfeita. Nós os conhecemos e eles nos conhecem, mas o futebol às vezes é imprevisível. Esperamos que nossa qualidade possa fazer a diferença - finalizou o treinador.

BARCELONA TRANQUILO NO GRUPO C

O Barcelona entra em campo tranquilo por ser primeiro colocado na chave. Mas quer garantir logo seu lugar na próxima fase com uma vitória na Inglaterra. O técnico Luis Enrique, no entanto, terá alguns desfalques importantes para o duelo.

Na defesa, Piqué e Mathieu seguem fora de ação, assim como Alba. Outro que não vai estar em campo é o meia Iniesta, que só volta a atuar em 2017. Sobre o substituto do craque espanhol, o técnico Luis Enrique fez mistério. No sábado, na vitória magra por 1 a 0 sobre o Granada, Rafinha foi titular e marcou o gol da vitória.

Messi e Turan - Barcelona
Arda Turan pode ficar com a vaga de Iniesta (Foto: Oli Scarff / AFP)

- Posso escolher quatro ou cinco jogadores nessa posição: Denis Suárez, Rafinha, Arda Turan, André Gomes... Tenho muitas opções e não vai me tirar o sono quem tenho que colocar em campo - disse Lucho.


O zagueiro Marlon será novamente opção no banco de reservas, assim como foi contra o Granada. No entanto, o brasileiro deixou o Barcelona em uma saia-justa nesta segunda-feira. Ele esqueceu o passaporte em casa e não viajou junto com os companheiros para Manchester. Mas segue relacionado para o confronto.

RAFFAEL PODE VOLTAR AO MÖNCHENGLADBACH

Após um mês fora por conta de lesão muscular, Raffael pode ser a grande novidade do Borussia Mönchengladbach contra o Celtic, nesta terça-feira, às 17h45 (de Brasília), em jogo que completa o Grupo C da Liga dos Campeões.

A vitória na partida diante dos escoceses deixa o Gladbach mais vivo do que nunca em busca de uma vaga nas oitavas de final.

Raffael - Borussia Monchengladbach
Raffael pode ser a novidade (Foto: Reprodução / Instagram Oficial)

Feliz com seu retorno, Raffael espera que o Borussia faça um bom jogo para que possa se manter vivo na Liga dos Campeões. O atacante lamenta o tempo que ficou ausente, afirma estar confiante para a partida e diz que é bom voltar para ajudar o time.

- Fiquei quase um mês sem jogar e isso é muito ruim para qualquer jogador. Agora, estou me sentindo bem e feliz em voltar a jogar para ajudar a minha equipe nesse jogo da Champions. Sabemos que é uma competição muito equilibrada e, por isso, temos que minimizar para fazer o dever de casa e garantir a vitória, até para nos mantermos vivos na competição - disse.