Luis Enrique - Barcelona

Lucho se solidarizou com a tragédia com a delegação da Chapecoense (Foto: Josep Lago / AFP)

LANCE!
02/12/2016
14:12
Barcelona (ESP)

A tragédia que envolveu o avião da Chapecoense, que caiu perto da cidade de Medellín, na madrugada da última terça-feira, e matou 71 pessoas, foi tema de entrevista coletiva do Barcelona, na véspera do clássico diante do Real Madrid. O técnico Luis Enrique foi solidário e não descartou um amistoso com o time brasileiro, que poderia ser o Troféu Joan Gamper, que o clube catalão disputa no início de cada temporada.

- Não sei. Qualquer atuação que possa beneficiar esse clube... Todos nós compartilhamos essa dor. Claro que os clubes chegarão a um acordo que considerem mais oportuno. Não depende de mim - disse Lucho.

Além do drama com a delegação da Chapecoense, o clássico foi assunto na coletiva. Luis Enrique elogiou o Real Madrid e falou sobre as qualidades do rival.

- Espero um Real Madrid parecido com o que vi no início do campeonato e também na temporada passada. Eles vão aproveitar a bola parada, transições rápidas, poucos toques e efetividade nos últimos metros com jogadores decisivos. Nós queremos mais controle, gerar e aproveitar situações e espaços - disse.

O Barcelona precisa da vitória para não se desgarrar do Real na luta pelo título do Campeonato Espanhol. Apesar de faltar ainda muitos jogos, os catalães têm seis pontos a menos que o rival - 33 a 27 - e um tropeço pode deixar a situação um pouco mais complicada.

- Não acho que ninguém se atreverá a dizer que o resultado será determinante. Estamos na rodada 14. Claro que o Real Madrid abrirá nove pontos se vencer, mas não é determinante.