Jorge Sampaoli, técnico do Chile (Foto: Ramon Bitencourt/LANCE!Press)

Jorge Sampaoli, técnico do Chile (Foto: Ramon Bitencourt/LANCE!Press)

LANCE!
13/11/2015
11:15
Santiago (CHI)

Campeão da Copa América deste ano com a seleção chilena, o técnico Jorge Sampaoli pode estar com o seu cargo ameaçado. Sergio Jadue, presidente da Associação Nacional de Futebol Profissional (ANFP, que comanda a Roja), pediu uma licença médica de um mês do cargo, e caso acabe saindo de vez do seu posto, o argentino poderia acabar saindo.

O treinador não quis se pronunciar com muita clareza sobre o assunto desta vez. Porém, há cerca de um ano, na época da eleição da ANFP, Sampaoli deixou no ar que, caso Jadue perdesse, a tendência seria sair, pois a condução do órgão acabaria sendo diferente e ele seria incompatível com os comandantes. Mas o seu aliado venceu o pleito, e o projeto culminou na conquista da Copa América. Desta vez, o argentino desconversou e ainda vai se informar.

- Ainda não fui informado sobre nada. Não tenho conhecimento sobre o que está acontecendo. Quando eu for informado, serei prudente em saber que medida tomarei como treinador - disse Sampaoli.

Capitão da seleção e um dos principais jogadores da Roja, o goleiro Bravo, do Barcelona, teve discurso semelhante após o empate em 1 a 1 contra a Colômbia nesta quinta-feira, em Santiago.

- Só estou sabendo disso pela imprensa e do que vocês me dizem. Esperarei que passem essas duas partidas para poder falar com clareza - disse Bravo, que foi complementado por Jara, que elogiou o dirigente:

- É uma pessoa próxima. Sempre nos acompanha e, para mim, está fazendo um bom trabalho. Temos que valorizar.