LANCE!
14/02/2016
12:06
Londres (ING)

Com pinta de final, Arsenal e Leicester entraram em campo na manhã deste domingo. E o jogo teve todos os ingredientes de um jogo decisivo: pênalti polêmico, expulsão, reclamação, lances perigosos, boas defesas, virada e herói improvável. Após o Leicester abrir o placar ainda no primeiro tempo, com Vardy, a vitória do Arsenal por 2 a 1 veio apenas no último minuto, com um gol de Welbeck, que estava há 10 meses sem atuar. 

Com o resultado, o Leicester permanece na liderança do Campeonato Inglês, com 53 pontos, mas vê o Arsenal na cola, apenas dois pontos atrás. Na próxima rodada, a grande surpresa da competição encara o Norwich City, que luta contra o rebaixamento. Já os Gunners vão enfrentar o Manchester United, que passa por uma crise.

LEICESTER LARGA NA FRENTE

Precisando da vitória para colar no líder Leicester, o Arsenal começou o jogo partindo para cima e, em menos de dois minutos, já havia feito a torcida levantar por duas vezes. Depois da pressão inicial, a partida foi equilibrando e as chances foram surgindo para os dois lados. Peter Cech chegou a fazer uma defesa em cima da linha. Schmeichel, por sua vez, também teve de trabalhar bastante. Enquanto o Arsenal apostava na troca de passes e jogadas pelas alas, o Leicester tinha uma das principais armas que vem mostrando ao longo do campeonato: a velocidade.

Principal peça do Leicester, Jamie Vardy era o jogador mais efetivo e uma das válvulas de escape do time visitante. E foi justamente ele que fez a jogada e abriu o placar já no fim do primeiro tempo. O atacante recebeu a bola, driblou Monreal e acabou caindo na área. Com o auxílio do bandeira, o árbitro apontou pênalti, o que rendeu muitas reclamações dos jogadores do Arsenal e vaias dos torcedores presentes. Vardy não quis saber de nada disso e bateu forte para balançar a rede.

A vantagem do Leicester na partida, porém, estava com os minutos contados. Logo no início do segundo tempo, Danny Simpson recebeu o segundo cartão amarelo, após falta em Giroud, e acabou expulso. Agora, foi a vez dos jogadores do Leicester reclamarem. A partir daí, o jogo passou, praticamente, a ser ataque contra defesa. O Arsenal tentando de todas as maneiras o empate e o Leicester evitando do jeito que podia.

Porém, uma hora não teve jeito. Após bola cruzada, Giroud ajeitou de cabeça e Walcott bateu para deixar tudo igual no placar. O Leicester passou a assistir o Arsenal jogar, enquanto a torcida tentava empurrar a equipe rumo à virada. A pressão continuou e Schmeichel fez algumas grandes defesas nos minutos finais, dentre elas, uma à queima-roupa após chute de Özil.

Na última bola do jogo, porém, a virada! Após 10 meses sem atuar, Welbeck aproveitou o cruzamento e, de cabeça, fez o segundo gol do Arsenal, garantindo a vitória. Eufórico, foi comemorar em meio à torcida, que explodiu de alegria com o resultado.