LANCE!
04/05/2016
07:45
Leicester (ING)

O título inédito do Leicester do Campeonato Inglês pode ser apenas o pontapé inicial para transformar o clube em um gigante. Segundo estimativa da Deloitte, empresa de consultoria, o troféu da Premier League pode significar um acréscimo de cerca de 130 milhões de libras (R$ 672 milhões) aos seus cofres. Inclusive, pode estar na lista dos 20 times mais ricos do mundo.

Para Tim Bridge, especialista da empresa, e Rob Wilson, "expert" em finanças de futebol da Sheffield Hallam University, esse dinheiro vai vir de premiações, de televisão, da Liga dos Campeões, e de potenciais patrocinadores que vão querer aproveitar a gigantesca exposição do Leicester.

Segundo Rob Wilson, é justo estimar que o Leicester vai conseguir 100 milhões de libras (R$ 517 milhões) para os próximos dois ou três anos em acordos comerciais, sendo metade deste valor em patrocínios, e o restante em participações sucessivas na Liga dos Campeões.

Bridge lembra que o título da Premier League em si já vai dar um grande acréscimo ao valor que o Leicester vai receber da televisão, lembrando ainda que o time vinha de uma 14ª colocação no torneio.

- Apenas para este ano, esperamos que recebam de 30 a 50 milhões de libras (R$ 155 milhões a R$ 258 milhões) como resultado por terem conquistado a liga e a comparação com a posição da edição anterior. E tem que somar a isso potenciais acordos comerciais que terão daqui para a frente, incluindo eventuais bônus - disse Bridge à Sky Sports:

- Mas o aumento financeiro real na temporada seguinte. Se eles continuarem fortes na liga doméstica e ficarem na parte de cima da tabela, enquanto continuam na Liga dos Campeões, dá para esperar um aumento significativo nas receitas. Se isso acontecer, esperamos que o Leicester entre na nossa lista dos 20 clubes mais ricos do mundo.


A Deloitte é famosa por fazer a "Football Money League", que determina os 30 clubes com as maiores receitas do mundo. O Leicester apareceu nela pela primeira vez justamente em 2014/15, temporada em que quase foi rebaixado. Foi o 24ª colocado com 137,2 milhões de euros (R$ 561 milhões).

Com um puro e simples acréscimo das 130 milhões de libras (R$ 672 milhões), pularia para a 11ª posição, ultrapassando o Borussia Dortmund. Mas isso, claro, é uma simulação, pois é baseado no ranking de 2014/15. Nesta lista, o Real Madrid lidera com 577 milhões de euros (R$ 2,35 bilhões) em receitas, seguido de Barcelona, com 560,8 milhões de euros (R$ 2,29 bilhões) e Manchester United, 519,5 milhões de euros (R$ 2,12 bilhões).