Comemoracao do Leicester

Leicester ganhou o inédito título do Campeonato Inglês

Thiago Correia
06/05/2016
07:45
Rio de Janeiro (RJ)

O Leicester ganhou a surpreendente Premier League deste ano. Por enquanto, tudo é alegria no clube, e não é para menos. Porém... E agora? Se for olhar para outros "campeões improváveis" da Europa, o futuro não é muito animador. São poucos que estiveram na sitação dos Foxes e conseguiram manter o sucesso. Casos, por exemplo, de Boavista, Montpellier, Blackburn Rovers e Verona. O Wolfsburg foi um que ainda conseguiu fazer temporadas pelo menos razoáveis.

- Fazer esse tipo de comparação é complicado... O Leicester, acredito, não corre esse risco. O Montpellier, por ser pequeno, não é rico. O Leicester tem um proprietário que investe, tem condição de repor alguns jogadores que venham a perder. Nós perdemos jogadores importantes para o ano seguinte, deixou o time mais fraco para as temporadas seguintes - disse Hilton, capitão do Montpellier e um dos destaques na campanha de 2011/12, ao LANCE!, que, no entanto, aceita comparar as duas campanhas:

- Clubes pequenos nos seus países, e ambos conseguiram terminar na frente dos grandes. O mérito naquele time era a união. Éramos bem unidos, simples, humildes, jogadores que não eram de expressão, mas com muita vontade, prazer de jogar futebol. E tivemos maturidade para sermos campeões com méritos.. Deu para ver que teve muito disso também no Leicester. Jogadores que não eram conhecidos, mas fizeram um excelente campeonato, incluindo o melhor jogador do torneio.

Porém, a sequência do Montpellier não foi lá muito boa... Em 2013 ficou em nono, em 2014 foi o 15º, e já voltou a ser um time de meio de tabela. Também na Inglaterra, o Blackburn Rovers não chegou a ser tão surpreendente como o Leicester, pois foi campeão em 1995 sendo o atual vice. Mas depois que vendeu Alan Shearer, em 1996, foi ladeira abaixo... Rebaixado em 1999, voltou em 2001, caiu novamente em 2012 e não voltou mais.

Montpellier 2011/12
Montpellier foi campeão francês em 2012 (Gerard Julien / AFP)

Na Itália, o Verona foi campeão em 1985. Rebaixado em 1990, voltou no ano seguinte, caiu na sequência, chegou à ir para a Terceira Divisão, voltou à elite em 2013, e volta à Série B em 2016/17. O Wolburg, que nunca tinha feito uma campanha empolgante, levou o Campeonato Alemão, foi campeão em 2008/09. Nos anos seguintes não foi bem, e voltou a fazer bonito na temporada passada, ficando na segunda colocação. Em Portugal há o exemplo do Boavista.

O time chegou a ter uma época boa, tanto nos anos anteriores, quanto nos seguintes. Mas problemas de bastidores, ainda hoje obscuros, levaram o time até a Terceira Divisão. Voltou à elite no tribunal, mas não está bem. Ricardo, ex-goleiro da seleção portuguesa e que estava no time campeão, e ainda teve uma passagem pelo Leicester, acha que os Foxes não vão chegar a esse extremo de rebaixamentos, mas também será difícil cobrar uma sequência de títulos.

- O Leicester não tem esse perigo de acontecer como o Boavista. Sobre esse tema de o Boavista cair, em casos em que ninguém foi culpado... Era um tema que temos muita coisa a se falar, é muito mais grave ao que parece. O time ficou de pé graças ao estádio - disse Ricardo ao LANCE!:

Boavista
Boavista tem um título português (Foto: Divulgação)

- Agora as pessoas vão esperar o sucesso, outras equipes lutam todos os anos, tem milhões para gastar. É bom que isso aconteça, que não é só o dinheiro que ganha. Mas não dá para exigir que eles sejam campeões novamente no ano que vem.

Ao contrário do que Hilton falou sobre o Montpellier em comparação com o Leicester, Ricardo não acredita que o mesmo se aplique ao Boavista. O goleiro lembra que o time do Porto já vinha "incomodando" os grandes há algum tempo.

- Fiquei muito feliz com o Leicester, foi algo sem comparações. Não se pode comparar com o Boavista. Ninguém diria que seríamos campeões. Mas já tínhamos feito boas temporadas, "mordendo os calcanhares" dos grandes. O Leicester subiu há pouco tempo, salvaram-se no fim da última temporada. Temos que dar muito valor, de fato merecem. Nem os mais otimistas esperavam, mas foram campeões - disse.