Giroud e Pogba - França x Escócia

França, que será sede desta edição, é apontada como forte candidata ao título (Foto: FRANCK FIFE / AFP)

RADAR/LANCE!
10/06/2016
07:30
Rio de Janeiro (RJ)

A Eurocopa, uma das principais competições continentais de futebol no mundo, terá início nesta sexta-feira. A edição 2016 acontece na França, que fará o jogo de abertura diante da Romênia em Stade de France. Diante de grandes seleções e uma constelação de craques, perguntas como os candidatos ao título, artilharia e zebras são quase que obrigatórias.

Por isso, o LANCE! ouviu cinco jogadores brasileiros que atuam na Europa (Cicinho, Luiz Adriano, Wellington Nem, Rodrigo Moledo e Hernanes), além de jornalistas europeus para saber quais são seus palpites para a principal competição de seleções do Velho Continente. Confira abaixo: 

JOGADORES 
Rodrigo Moledo (Panathinaikos-GRE)
Análise dos favoritos – Difícil falar em favoritos. São muitas seleções boas e com condições de conquistar o título. Mas, na minha opinião, vai ficar entre França, Espanha e Alemanha. A França, por jogar dentro de casa, com o apoio da torcida, além de ter um ótimo time. A Espanha é um timaço e tem um estilo de jogo que me agrada muito. É uma seleção acostumada a brigar por títulos das competições que disputa. E a Alemanha, por ser atual campeã do mundo, ser um time entrosado, e com jogadores que podem decidir as partidas a qualquer momento.

Análise de possíveis zebras – Acho que Portugal pode chegar. É uma seleção tradicional também, mas não vive o melhor momento, por isso vejo como uma possível zebra. O Cristiano Ronaldo faz bastante diferença, um jogador completo e que gosta de decisão. A Croácia tem um meio-campo forte também, com o Modric e o Rakitic.

Palpite sobre o campeão e o artilheiro – Chutaria a França para o título. Para artilheiro é muito complicado citar só um. Tem o Cristiano Ronaldo, o Griezmann, Giroud, Lewandowski, Muller... Ao meu ver, todos esses podem ser o artilheiro.

Wellington Nem (Shakhtar Donetsk-UCR)
Análise dos favoritos – Acredito que a França porque, além de ter um time muito bom, está jogando em casa e o apoio da torcida pode ser fundamental. A Alemanha também entra para brigar pelo título porque tem um time fortíssimo e vem com a moral do título da Copa do Mundo no Brasil. E a Espanha também é uma candidata à conquista por ter uma camisa muito pesada e ter um elenco recheado de craques que podem fazer a diferença.

Análise de possíveis zebras – Torço para que a Ucrânia possa ser essa zebra e chegue ao título. Além do fato de eu jogar lá, o país está passando por um momento muito complicado, com guerras, e o povo merece um pouco de felicidade. Torço para que a seleção possa proporcionar isso.

Palpite sobre o campeão e o artilheiro – Apesar de a seleção de Portugal não estar entre as favoritas, o Cristiano Ronaldo sempre entra nas competições para brigar pela artilharia. Ele tem todas as condições de conduzir sua seleção às fases finais pois é um jogador que chama a responsabilidade e tem o faro do gol.

Alemanha x Hungria
Alemanha também figura entre as favoritas (Foto: AFP / PATRIK STOLLARZ)

Luiz Adriano (Milan-ITA)
Análise dos favoritos – Acredito que a Alemanha seja a grande favorita. Tem um time excelente tanto como conjunto quanto individualmente. Tem muitos jogadores experientes, além de ser a atual campeã do mundo. A França em casa é sempre muito forte e não seria surpresa nenhuma um título. Espanha e Itália também têm bons times, além de estarem acostumados a disputar títulos importantes. A Inglaterra também está forte e é muito tradicional.

Análise de possíveis zebras – Vejo a Bélgica como uma possível zebra. Apesar de não ter muita história, tem um time muito forte e pode chegar para brigar pelo título também. Portugal depende muito do Cristiano Ronaldo. Se ele estiver bem, acho que pode ir longe na competição.

Palpite deles sobre o campeão e o artilheiro – Acho que o título fica entre Alemanha e França. Vários jogadores podem ser artilheiros. Tem o Muller, da Alemanha, o Giroud, da França, Cristiano Ronaldo, Lewandowski, Ibra... muitos jogadores de qualidade e goleadores.

Hernanes (Juventus-ITA)

Análise dos favoritos – A França, que além de jogar em casa, tem um time muito forte. Pogba, principalmente, pode fazer a diferença. A Alemanha é a atual campeã do mundo e segue com o mesmo padrão da Copa de 2014. Entra forte na briga pelo título da Euro.

Já a Espanha vem com uma seleção renovada, com ótimos valores. Os clubes espanhóis têm dominado as copas europeias e isso pode refletir positivamente na seleção. Por fim a Itália, que precisa ser respeitada. Tem um goleiro fora de série, uma defesa muito sólida e bons valores no ataque. Pode brigar também.

Análise de possíveis zebras – Por nunca ter ganhado a Euro, a Inglaterra costuma ficar fora da lista das favoritas. Mas a atual seleção inglesa tem ótimos valores e pode surpreender. A Bélgica já vem conquistando bons resultados nos últimos anos, mas ainda não é vista como uma grande força. O título da Euro seria a coroação dessa geração talentosa. E Portugal, pois quem tem Cristiano Ronaldo sempre deve ser levado em consideração. Há também outros bons valores na equipe que podem surpreender."

Palpite deles sobre o campeão e o artilheiro – França e Thomas Müller.

Cicinho (Sivasspor-TUR)
Análise dos favoritos – França, Itália e Espanha favoritas. Estão fortes e com muita tradição.

Análise de possíveis zebras – Turquia e Portugal podem surpreender. Pela minha torcida aos turcos e por ser talvez a última Euro do CR7.

Palpite deles sobre o campeão e o artilheiro – França campeã e Pogba artilheiro.

Inglaterra x Portugal
Inglaterra e Portugal podem surpreender (Foto: AFP / IAN KINGTON)

JORNALISTAS
Nuno Farinha (Record-POR)
- Análise dos favoritos -
França, Espanha e Alemanha, nesta ordem, são os principais candidatos ao título. A França porque, mesmo sem Benzema e Varane, tem um grupo de altíssima qualidade. Além disso, as vitórias na Euro-84 e na Copa-98 demonstraram que os Bleus cresce muito quando atuam em casa.

Em relação a Espanha, o fato de não perder um jogo em fases finais do Europeu desde 2004 diz quase tudo sobre o potencial desta seleção. A Alemanha é campeã do Mundo e só por isso terá de fazer parte do lote dos favoritos.

- Análise de possíveis zebras - Bélgica, Croácia e Eslováquia. A Bélgica está condenada a ter sucesso numa grande competição. É apenas uma questão de tempo, porque esta geração – com Hazard, Courtois, Witsel, De Bruyne, Ferreira-Carrasco, Mertens ou Lukaku – tem tudo o que é preciso para ficar na história. A Croácia reúne também um grupo de jogadores muito acima da média, com destaque para dois craques que brilham em Espanha: Modric (Real Madrid) e Rakitic (Barcelona).

Por fim, a Eslováquia. A recente vitória fora de casa sobre a Alemanha, em jogo de preparação, foi um aviso muito sério. E vale a pena lembrar que na fase de qualificação fez 22 pontos num máximo de 30. E num grupo do qual fazia parte… a Espanha!

- Palpite sobre o campeão e o artilheiro - França. Tem uma “infinita” variedade de soluções. Podem sair cinco jogadores e entrar outros cinco que praticamente não se sente quebra de rendimento. Para artilheiro, aposto em Griezmann, que chega para a competição em um grande momento. Mesmo com a atuação na final da Liga dos Campeões, realizou uma temporada de sonho.


Robert Shaw (jornalista inglês)
- Análise dos favoritos - Alemanha e França merecem ser favoritos. O país-sede caiu numa chave bem favorável. Tem um meio de campo talentoso e o técnico Didier Deschamps, alguém que já sabe o gosto de triunfar em casa.

Já a Alemanha parece ter o elenco mais equilibrado de todos, mas seria possível mesmo redescobrir o espírito que demonstrou no Brasil há dois anos(ainda mais sem Philippe Lahm)? Derrotas para a Irlanda e Inglaterra em casa tem sido preocupantes.

Apesar uma seca de 50 anos desde o último (e único) titulo internacional, a Inglaterra pode surpreender turbinada pelo sucesso de Leicester City e Tottenham. Alem de atacantes como Kane e Vardy, o coringa para Roy Hodgson seria Marcus Rashford, desconhecido até uma onda de gols para Manchester United nos últimos meses da temporada.

- Análise de possíveis zebras - Um grupo modesto pode facilitar a vida da Islândia, uma presença romântica na França, cortesia de decisão polêmica de aumentar o numero de participantes de 16 a 24. Ainda assim, é bem difícil imaginar a Islândia pescando uma vaga além das oitavas.

O Pais de Gales tem chance de ser conhecido pelo futebol além do rúgbi. Já passou muito tempo desde que os galeses dificultaram a passagem do Brasil em 1958, mas a táctica basíca "Ball to Bale" pode render frutos. Republica Tcheca e Suiça também são zebra possíveis.


- Palpite sobre o campeão e o artilheiro - Aposto na Inglaterra e creio que a artilharia ficará entre Thomas Müller e Cristiano Ronaldo.

Ibrahimovic - Suecia
Ibra sempre está cotado entre os artilheiros (Foto: Jonathan Nackstrand / AFP)

Bertrand Blais (L'Équipe - FRA)
- Análise dos favoritos - Meu favorito é a França, por 2 motivos: joga em casa, e isso é vantagem até para os times "pequenos", então para os "grandes" também ; está com uma ótima geração, com jovens promissores (Martial, Coman, Pogba), jovens já confirmados (Griezmann, Kanté) e jogadores mais experientes (Lloris, Koscielny, Evra, Matuidi)

A Alemanha é favorita também, por razões óbvias. Ótima geração, querendo entrar na historia conquistando a Eurocopa depois da Copa do Mundo. Os alemães sempre demostram muito comprometimento com a camisa nacional, e não é o caso de todas as equipes. A seleção francesa por exemplo, as vezes peca neste quesito.

A Espanha também está neste bolo. Acho que o Del Bosque convocou muito bem, deixou o Diego Costa em casa para apostar de vez no excelente Álvaro Morata; ele provavelmente vai titularizar o De Gea no lugar do decadente Casillas, chamou o Bellerín, o Lucas Vázquez, o Nolito, o Aduriz, jogadores que vão obrigar os habituais titulares a sair da zona de conforto. Imagino que o time esteja mordido para apagar a péssima impressão deixada no Brasil.

- Análise de possíveis zebras - Eu não sei se podemos colocar a Inglaterra na turma das zebras, mas este time é muito promissor. Tudo bem que com eles é sempre a mesma coisa, mas desta vez poderia mesmo dar certo!

A Áustria e o País de Gales me parecem chegar muito bem na França. Estão em grupos abertos, onde podem razoavelmente almejar a segunda colocação. Os jogadores serão motivados demais porque são raramente classificados para as fases finais dos torneios. Dois times fechados em torno de um líder técnico incontestavel (Alaba e Bale), times entrosados e que chegam inteiros porque os titulares desses times não são protagonistas nos grandes times do continente. Sem pressão negativa de obrigação de resultados ainda...

- Palpite sobre o campeão e o artilheiro - Meu palpite é a França campeã! Já a artilharia ficará entre Giroud (França), Lukaku (Bélgica) e Ibrahimovic (Suécia).

Fernando Kallás (AS- Espanha)
- Análise dos favoritos - A grande favorita é a França. As pessoas parecem que se esqueceram da Copa que a França fez, perdendo num jogo duríssimo contra a campeã Alemanha. E esse time hoje é melhor que aquele, mesmo sem Benzema. Griezmann e Payet fizeram uma temporada fantástica. Jogando em casa então, tem que ser favorita.

- Análise de possíveis zebras - A Espanha pode ser considerada azarão? Depois da Copa do Mundo desastrosa e de perder pra Georgia dias antes da estreia, o pessimismo é geral aqui na Espanha. Grupo duro. Turquia sempre é forte e Croacia tem Modric, Kovacic, Rakitic, Mandzukic... Mas eu acho que a Espanha vai surpreender e vai jogar bem, com chances de surpreender a anfitriã.

- Palpite sobre o campeão e o artilheiro - Eu tô há dois anos apaixonado por esse time da França. E seria uma loucura mudar de opinião agora. Eles ganham e com autoridade, com Griezmann de artilheiro porque o grupo é relativamente fácil na primeira fase.