Johnny Herrera, da Universidad de Chile

Experiente, goleiro Herrera deu respaldo a uma possível greve (Foto:AFP)

LANCE!
11/07/2016
20:03
Santiago (CHI)

Os jogadores chilenos avisam que paralisarão o campeonato nacional se a federação do país (ANFP) não mudar o sistema de acesso e rebaixamento dos clubes das primeiras divisões. A primeira rodada do torneio está marcada para os próximos dias 23 e 24 deste mês.

A posição foi tomada pelos capitães de todos os clubes, em assembleia realizada com o sindicato dos jogadores. Entre os nomes mais conhecidos estavam o ex-flamenguista Fierro (Colo-Colo), Johnny Herrera (Universidad de Chile) e David Pizarro (Santiago Wanderers).

Neste ano, a ANFP (Associação Nacional de Futebol Profissional) estabeleceu que apenas uma equipe cairá para as Segundona e apenas uma ascenderá à elite do futebol chileno. Segundo o sindicato, a nova norma restringe a contratação de jogadores. A corporação defende dois rebaixados e dois promovidos.

O sindicato também cobra da entidade máxima chilena o pagamento de salários atrasados.

- Muitos jogadores estão sem contratos. A realidade do futebol chileno precisa ser modificada. Na ANFP, há gente decente para conversar sobre esses temas - disse Carlos Soto, presidente do sindicato.