Jairzinho (Foto: Yasuyoshi Chiba/ AFP)

Jairzinho jogou contra Cruyff na Copa de 74 (Foto: Yasuyoshi Chiba/ AFP)

Lazlo Dalfovo
24/03/2016
14:03
Rio de Janeiro (RJ)

Esta quinta-feira, dia 24, ficará marcada para sempre no futebol. E o motivo é triste: Johan Cruyff, um dos maiores ícones do esporte e líder técnico da seleção holandesa na Copa do Mundo de 1974, faleceu vítima de um câncer no pulmão, aos 68 anos.

Adversário de Cruyff na fase semifinal daquela edição do Mundial, Jairzinho lembrou ao LANCE!, em tom saudoso e bem-humorado, que teve o "desprazer" de se deparar com o craque holandês na ocasião.

- O mundo do futebol está chorando muito com a morte dele (Cruyff). É um dos maiores jogadores da história do futebol mundial e eu tive o desprazer de perder para ele e o "carrossel" (apelido dado devido à constante rotatividade dos jogadores da seleção da Holanda, em 1974) - disse o brasileiro, em entrevista por telefone. 

Na conversa, o Furacão da Copa de 70 fez questão de enaltecer o legado que o holandês - ídolo de Barcelona e Ajax - deixou ao futebol e também lamentar pelo fato de Cruyff não ter conquistado uma Copa do Mundo.

- Ele se vai, mas fica o seu legado espetacular. Foi uma pessoa que revolucionou o futebol com a sua liderança e disciplina tática. Lamento muito que ele não tenha conseguido conquistar uma Copa - frisou. 

Adeus, Cruyff! Veja fotos da vida do craque
Cruyff esbanjava categoria coma sua camisa 14 (Foto: AFP / STF)

Jairzinho, que está com 71 anos, destacou que ele e Cruyff se aproximaram após os términos das carreiras de ambos. O ídolo do Botafogo ressaltou que o ex-jogador e técnico do Barcelona era um crítico ferrenho do atual momento do futebol brasileiro.

- Quando a gente conversava, lá em Barcelona, ele sempre reclamava que o futebol brasileiro tinha perdido a sua essência ao priorizar a força física, e não mais a técnica - salientou Jairzinho, que finalizou confessando um antigo desejo:

- Gostaria muito de ter visto Cruyff jogando ou treinando um time brasileiro - concluiu.