Gianni Infantino - Cidade do México

Infantino substitui Joseph Blatter desde fevereiro deste ano (Alfredo Estrella / AFP)

LANCE!
15/07/2016
15:54

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, é investigado por violar o código de ética da entidade, conforme aponta a emissora britânica "BBC".

Nesta sexta-feira, o mandatário se reunirá com Robert Torres, membro do Comitê de Ética da Fifa, para tratar do assunto. O organismo máximo do futebol contratou uma consultoria jurídica para garantir a imparcialidade durante a apuração.


Uma denúncia anônima de um membro da própria Fifa garante que Infantino utilizou jatinhos privados para visitar a Rússia e o Qatar, países que sediarão as próximas Copas do Mundo, em 2018 e 2022, respectivamente.  As aeronaves seriam bancadas pelos governos dos dois países.

Caso Infantino seja considerado culpado, a Fifa abrirá uma investigação ainda mais aprofundada. Já o dirigente ítalo-suíço pode ser suspenso do cargo durante 90 dias.

A averiguação ainda está em caráter preliminar, com 18 pessoas já interrogadas.

Pessoas próximas a Infantino garantiram à BBC que tudo não passa de uma "vingança" contra o presidente eleito em fevereiro.