Cartaz para Hummels - Dortmund

Torcedor criticando o zagueiro Hummels na vitória por 5 a 1 sobre o Wolfsburg (Foto: Sascha Schuermann / AFP)

LANCE!
05/05/2016
13:02
Dortmund (ALE)

O zagueiro Mats Hummels foi do céu ao inferno em menos de uma semana no Borussia Dortmund. O clube emitiu um comunicado informando que o defensor tinha a intenção de sair e defender o Bayern de Munique, maior rival. A notícia caiu como uma bomba na torcida aurinegra, que não perdoou o jogador na partida diante do Wolfsburg (vitória por 5 a 1) e chamou-o de judas e traidor.

Diante do episódio, Hummels afirmou que se sente bastante constrangido e revelou que não tem nada decidido com relação ao seu futuro. Ele criticou o comunicado que tornou o assunto público em vídeo gravado por um torcedor enquanto dava autógrafos aos fãs.

- Esse comunicado maldito causou a impressão errada. Não faço ideia por que fizeram isso.

Apesar disso, apesar de garantir que não está fechado com o Bayern, ele não descartou a transferência.

Hummels - Borussia Dortmund
Hummels é o capitão do Dortmund (Foto: Divulgação)

- Tudo é possível, mas nada está decidido ainda.

A torcida do Borussia Dortmund não deve perdoar Hummels caso ele acerte com o Bayern de Munique. Ele seria o terceiro a fazer o caminho nos últimos anos. Primeiro foi Mario Götze, que foi tratado como traidor, em 2013. No ano seguinte, foi a vez do artilheiro Lewandowski vestir vermelho. O zagueiro tem contrato com os Aurinegros até junho de 2017.

CONFIRA O COMUNICADO DO BORUSSIA DORTMUND

"O defensor Mats Hummels comunicou seu desejo de deixar o clube no verão e quer unir-se ao rival Bayern de Munique na próxima temporada.

O conselho do Borussia Dortmund decidiu posteriormente que para fazer tal troca Bayern de Munique e Dortmund precisam chegar a um valor correspondente ao nível do jogador extraordinário. Até agora o Bayern de Munique não fez uma oferta.

Como precaução, salienta-se que, com Mats Hummels - como acontece atualmente com todos os outros jogadores do Borussia Dortmund - nenhuma cláusula de saída foi acordada e o jogador está logicamente ligado até 30 de junho de 2017 ao Borussia Dortmund".